Mal necessário

Mal necessário…

O que faz sentido pra todos, não é a existência humana? O que sobraria se por acaso, deixássemos de existir? Será que a sua arrogância, as considerações antipateticas seriam referência para as incógnitas que ficariam? Aliás, existiria isso, caso as pessoas não? Pense e responda, meu caro leitor!…
A carga pessimista é tanta que uns parecem fugir da realidade, enquanto outros, tornam-se ainda mais prepotentes. Uns fecham os olhos, enquanto outros agonizam em meio ao caos. Veja: ” eu sou o dono da verdade “…” não importa a sua necessidade, mas a minha”. Miserável, apedrejar quem está morrendo, não afaga a consciência de ninguém. Mas, escancara a ingratidão que você assiste confortável, e acha isso, algo formidável.
Diante dessa realidade nebulosa, quando alguém cita dados dessa ‘violência coletiva’ que vivemos, logo é taxado de irracional […] de inconsequente, de mentiroso, porque não pode ” macular ” a ” boa imagem ” do governo. O que é isso? Por acaso, é Síndrome de Estocolmo? É desprezível ignorar o desprezado? Ou fingir que a dor do outro não te atinge? Como você deseja que eu interprete? Esse é um “soco no estômago ou na hipocrisia ” como disse o jornalista ‘ Roberto Pompeu ao comentar sobre o significado do ” Jeca Tatu ( personagem do Monteiro Lobato) fazendo referência aos brasileiros bem- nascidos. Será que essa gente que ” despreza ” esse bando de ” ignorantes, miseráveis “, têm preocupação de fato com essas pessoas? Ou fingem que essa gente não existe? Porque a realidade bate a porta de todo mundo. A morte, ou o número de mortos, é uma coisa feia! Os dados dessa perda é alarmante. Será que ” os Jecas” da vida não podem morrer de uma forma digna? ” Ah, mas não são só os pobres que morrem”. É verdade, só que os pobres, eles não têm os mesmos mecanismos de defesa que um rico têm. Antes, do dinheiro e do plano de saúde ( SUS), eles contam com Deus […]. Veja, não é que seja errado rezar. Nada disso! Tem tanta ‘gente que com os olhos cheios d’água pedem pelos seus…’
Num país com tantos desiguais, só se chega à unidade, quando cada um contribuem com sua parte.
Estamos diante do mal que é necessário para enxergar aquilo que é valioso, ou seja, a vida, o respeito pelas pessoas.
Cadê a humanidade? A responsabilidade que se assumiu ao se tornar presidente? Será que a supremacia tem encontrado o seu caminho fecundo nessa aberração que temos diante de nossos olhos? O mal não está no barulho das pessoas quando expressam a sua liberdade, quando dizem que não estão satisfeitas com o que lhes acontece. Mas, mas na autoridade do próprio governo que deixa a população a mercê […]. Isso sim, é violência.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Marii Freire Pereira/ pensamentos.me/ VEM comigo!

Santarém, Pá 27 de março de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

7 comentários em “Mal necessário

  1. Egoísmo, Síndrome de Estocolmo,e principalmente o fato de parecer que estão trazendo a tona, sentimentos e conceitos que antes tinham o pudor de esconder…agora com o “Mito” à frente,assumem seu lado bestial.Infeliz e novamente os pobres e miseráveis pagando a conta da dor.Muito me admira estas “pessoas de Deus” não tirarem um minuto do seu dia para lerem o que está escrito, não no velho,mas no novo testamento. Parabéns amiga pelo texto,e vamos continuar resistindo…pois nós acreditamos no Bem e na Justiça 💖💖💖

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: