Tormenta

” Dias ruins são necessários, para que os dias bons, possam valer a pena”. Quantas vezes tentamos explicar nossos conflitos, nossas frustações? Nossas histórias dolorosas? Muitas. É comum ouvirmos relatos de pessoas que tentam acreditar em si mesma, quando estão passando por suas dificuldades, seus conflitos internos, suas tribulações e tantas formas de definir osContinuar lendo “Tormenta”

Mário de Andrade: Vanguarda e Tradição

Quem nunca ouviu falar em ” Macunaíma?” Pois bem, nascia em São Paulo, Mário de Andrade ( 1893 – 1945). A princípio, Mário inovou sua carreira como crítico de arte, em jornais e revistas. Vinte anos mais tarde, lançou o seu primeiro livro, e após isso lançou o ensaio, intitulado: A escrava que não éContinuar lendo “Mário de Andrade: Vanguarda e Tradição”

Quando vi você me apaixonei

O olhar reflete a alma, o angelical, o que é verdadeiro. Quando nos apaixonamos, se enxerga, não pelo olhar real, mas com os ” olhos da alma”. É o contato visual que estabelece com emoção, esse papel de avaliar o que necessário, o que importa realmente no ser humano. E a ele confete pequenos gestosContinuar lendo “Quando vi você me apaixonei”