Sertão esturricado

De quantos Gracilianos

Portinaris, o Brasil precisa

Par denunciar o sofrimento de gente simples?

O Nordeste

Revela por si só

A dura realidade

De vozes sem eco.

Os males e todas as contradições, sendo que pior deles é o do

Homem pobre e oprimido

Que assiste

Através dos bastidores da Miséria

A decadência

O infortúito de seus sonhos fornecer a sua frente.

Vida desprotegida!

Herdeiros da contradição desse Brasil, que

Oras, denuncia o social

A opressão dessas pessoas que caminham para a cidade embusca de um pouco de pão.

Oras, fala de um País relevante, que tem engajamento político para isto, aquilo, mas que no fundo, deixa essa geografia humano a desejar.

Entre um suspiro

E outro

Tem – se um Brasil de ” Vidas Secas “.

Marii Freire Pereira

Imagem: Montagem de pintura de Carybé e fotografia de Pierre Verger.

Santarém, Pá 29de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: