Mario Quintana

Minha vida não foi um romance…

Nunca tive até hoje um segredo.

Se me amas, não digas, que morro

De surpresa…de encanto…de medo…

Minha vida não foi um romance,

Minha vida passou por passar.

Se não amas, não finjas, que vivo

Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance…

Pobre vida…passou sem enredo…

Glória a ti que me enches a vida

De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance…

Ai de mim…já se ia acabar!

Pobre vida que toda depende

De um sorriso…de um gesto…de um olhar…

Mario Quintana, Canção para uma valsa lenta. ( Poesias. Porto Alegre: Globo/ MEC, 1972)

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Google

Santarém, Pá 16 de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Mario Quintana

    1. ” Aquece a alma, certamente “. Eu adoro o “Seu Mario “. Seu Mario é uma maneira carinhosa que tenho de chamá-lo. Eu tenho um carinho enorme pelo trabalho dele.
      Cuide-se também!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: