Gonzaguinha

” Quando eu soltar a minha voz

Por favor, entenda

Que palavra por palavra

Eis aqui uma pessoa se entregando

Coração na boca

Peito aberto

Vou sangrando

São as lutas dessa nossa vida

Eu estou estou cantando “

Gonzaguinha. Sangrando

https://m.letras.mus.br

Marii Freire

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Sonia Motta

Santarém, Pá 27 de janeiro de 2023

Cecília Meireles

” A flor com que a menina sonha

está no sonho?

ou na fronha?

Sonho

risonho:

O vento sozinho

no seu carrinho.

De que tamanho

seria o rebanho?

A vizinha

apanha

a sombrinha

de teia de aranha…

Na lua há um ninho

de passarinho.

A lua com que a menina sonha

é o linho do sonho

ou a lua da fronha?

Cecília Meireles. Sonhos da Menina

Meireles, Cecília. Ou isto ou aquilo/Cecília Meireles; ilustração Beatriz Berman. – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990

Marii Freire

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Império Retrô

Santarém, Pá 27 de janeiro de 2023

Carlos Drummond de Andrade

” Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade. “

Carlos Drummond. Avesso das coisas. Aforismo. Editora Record. 2ª edição. 1990

https://www.pensador.com

Marii Freire

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

imagem: pinterest/Revista Galileu

Santarém, Pá 27 de janeiro de 2023

Marii Freire

” Hoje, acredito que a mulher já começa discutir a sua própria história de uma maneira mais consciente, mas é precoce dizer que ela pode ser autora de sua vida, de sua história, sem interpretar corretamente os séculos de opressão e negação de direitos.”

Marii Freire. MULHER Do ostracismo à luta pelos direitos nos dias atuais

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem ( Autoral)

Santarém, Pá 27 de janeiro de 2023

Marii Freire

Hoje, pela segunda vez uma pessoa me perguntou como eu tinha escrito o meu livro, quem me ajudou e quais as fontes eu havia utilizado?
Eu respondi: ” Eu escrevi sozinha!” As fontes vem do direito, como vocês podem verem na bibliografia do meu livro. Agora, os profissionais foram aqueles que eu admiro o trabalho desde a época da faculdade: Maria Berenice Dias, Maria Helena Diniz, Cezar Roberto Bitencourt, Guilherme Nucci e outros, alem da lei. Claro, alguns sites que também precisei agregar informações sobre o tema e que tambémcito no livro. Quanto ao resto foi sentar a bunda na cadeira e escrever mesmo. Eu nunca tive qualquer dificuldade em escrever. Outro dia, eu estava conversando com alguém e trocando ideias sobre bibliotecas, e falei que passei parte da minha vida em biblioteca pública porque não tinha dinheiro para comprar livros, e isso pra mim fez um bem enorme, porque hoje, eu tenho uma ligação muito forte com eles, não sei viver sem um livro ao alcance da mão. Então escrever pra mim, é algo muito simples. Eu gosto do que faço. Enquanto muita gente tem dificuldade, eu não tenho. Eu escrevo sobre muitos temas, e não é só sobre Direito.
Escrever vem de dentro pra fora, é seu…é algo próprio! Você precisa ter domínio sobre o tema que vai trabalhar. Evidente que precisa ter conhecimento sobre o assunto que deseja desenvolver. Eu tenho sete anos de direito na minha formação acadêmica, o que me ajuda bastante. Agora, o conselho que deixo a você que também deseja escrever ou fazer qualquer outra coisa que gosta, é se prepara e não conta muito com ajuda dos outros. “Você tem que trabalhar e fazer valer os seus sonhos.” Lute, conquiste aquilo que acredita ser capaz.

Um grande abraço!

Marii Freire. Via Facebook

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Santarém, Pá 27 de janeiro de 2023

Relacionamento Abusivo

“O relacionamento abusivo se alicerça em cima de excessos. “

Falar sobre relacionamento abusivo é algo que cada vez mais, tem ganhado amplitude nos meios de comunicações e mídia de modo geral. A gente observar que esse tema tem sido alvo de muitas discussões nos últimos anos, principalmente por causa de situações que muitas vezes, acabam cooperando para verdadeiras tragédias, como é o caso do feminicídio. Muitas mortes poderiam ser evitadas se as pessoas além de perceber, não aceitassem conviver com certos tipos de abusos em suas relações. É importante ressaltar que, o relacionamento abusivo dar-se através da via emocional, ou seja, o homem ou a mulher que pratica o abuso, vai ter não só o poder, mas o controle sobre o outro. O relacionamento, assim como a qualidade deste, sempre estará comprometida por uma teia de manipulação e mentiras, ou pela maneira de como a outra pessoa enxerga o parceiro ou a parceira, por exemplo a questão do menosprezo. É bastante comum praticar o abuso atingindo a integridade do outro, ou as qualidades propriamente ditas. Vejamos, de repente, o comportamento do seu parceiro muda, ele então passa a desdenhar de você. Outra situação é a maneira explosiva de lidar com você, o distanciamento, o silêncio corretivo. Sim, tem pessoas tão abusivas que elas deixam de falar com você como uma forma punitiva. Mais uma característica, a domada de decisão sem consultar, ou levar em consideração os seus direitos. Há casais que definitivamente, não se respeitam, ou se fazer isso é no limite da relação que tem um com o outro.

O relacionamento abusivo dar-se através de muitas formas. Ao que parece, poucos são os momentos em que se consegue viver de maneira harmoniosa. Geralmente, o que se nota nesse tipo de situação é o desequilíbrio emocional que envolve a vida das pessoas. São relações conflituosas, diferente do que acontece num relacionamento saudável por exemplo, onde as pessoas procuram viver bem. No relacionamento abusivo, como próprio nome sugere, os abusos ocorrem com frequência, porque em muitas dessas situações há uma trama de mentira e manipulação que cerca a vidas dessas pessoas, principalmente da vítima que muitas vezes, não sabe com quem convive, mas imagina ser uma boa pessoa.

O enredo desse tipo de relação é visto como algo negativo; negativo exatamente pela questão de conter artimanhas ardilosas que visam obter vantagens de forma ilícita em relação ao parceiro ou parceira. Um exemplo claro do que estou falando é a questão da manipulação, e o que é justificado em nome dela. O abusador emocional ou de qualquer outra ordem, como dito anteriormente, tenta sempre obter algum tipo de vantagem, seja na maneira de agir ( conduta), onde este irá, lançar a culpa de suas falhas no outro, ou digamos que esse ” agir” é justo, e para tentar ” limpar seus rastros”, ele tenta se justificar de maneira não convincente, deixando nisso, uma suposta “saída” para resolver a questão, que é se livrando de você. Isso é muito comum dentro da violência psicológica por exemplo. Se você tem um parceiro muito ciumento e controlador, essa pessoa pode pode ser canalha com você, e através de um jogo de manipulação, lançar sobre você a responsabilidade que cabe a ele, acontece muito. Em grande parte desse tipo de relação, essas são atitudes que validam a maneira de agir desse tipo de pessoa, que não leva em consideração quem elas têm ao lado, mas só os próprios interesses.

” Pessoas manipuladoras são extremamente competentes no que fazem. Elas não erram como pessoas comuns e pedem desculpas. Pessoas manipuladoras, pecam por excesso daquilo que de errado cometem com as outras, muitas vezes objetivando um único desejo: o prazer pessoal. “

Muitas vítimas encontram em parceiros que elegem, não a proteção, não o amor, o respeito e o cuidado, mas um ser cruel que, as manipula, seduzem, e as usa a bel-prazer. Não diferente de um relacionamento doentio, o abusador emocional sabe como lidar com as vítimas que cativa. E por que ele sabe isso? Porque compreende que elas não oferecem resistência, que são frágeis e fáceis de manipular.

O recado que deixo a todas as mulheres é, não ame a quem não conhece, “não se deixe seduzir só pelo o que os olhos veem. Cuidado, eles nos traem”. Quando for se relacionar com alguém, procure conhecer essa pessoa, os hábitos, as atitudes. Tudo isso promove uma segurança a mais pra você. Se é alguém que você nota que os valores divergem dos seus, não entre de cabeça nisso, pois amanhã pode ser a fonte de dor e sofrimento. Cautela é uma palavra importante diante de qualquer coisa que você faça na vida, inclusive namorar e desejar construir uma relação sólida com alguém.

Marii Freire. Relacionamento Abusivo

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem ( Autoral)

Santarém, Pá 25 de janeiro de 2023

Marii Freire

Falar sobre família é sobretudo, falar de um investimento; um investimento que custa caro, leva tempo, e a prole é a única certeza que fica disso na maioria das situações, já que a garantia da felicidade, não é um ganho previsto, mas ” contemplado” ou ” sonhado ” por fazer parte do pacote” , vou falar assim para muitos curiosos. Apesar de família ter um conceito bonito e bastante amplo, quando se tira esse olhar da paixão sobre ele, vemos que a coisa ganha um gancho diferente.
Ora, o conceito de família na prática é diferente do que se idealiza ( a perfeita só existe em pote de comercial de margarina, ou em outdoors para vender plano de saúde) minto? Não. Família em geral, traz uma relação explosiva, interesses distintos e vários detalhes que geram desconforto, desconfiança e em muitos casos, a distância entre seus membros. Você nota que, o ambiente onde a harmonia deveria ser presente, não acontece da maneira que se idealiza. Claro, eu estou falando a respeito de fatos que condizem com situações graves; situações dolorosas, porque existe a questão do conflito entre elas, não só ” conflito” mas tudo aquilo que gera ” angustia”- o que na prática, corrói o bem-estar da família na maioria dos casos que é o conflito de interesses, ponto macro, onde justamente as levam para caminhos dispersos.
Quando se fala a respeito de família, se visa também trabalhar o conceito ligado à proteção, amor, afeto e respeito. Porém, o meu intuito aqui, é falar sobre os excessos, ou seja chamar atenção para a questão dos abusos maus tratos e violência. Quando se trabalha a violência por exemplo, dentro dessa realidade, certamente se procura evitar que todos os membros dessa família adoencam, porque a longo prazo, a violência sofrida acaba trazendo danos irreversíveis a saúde do indivíduo. Isso sem falar que é uma prática cruel, e os seus responsáveis devem responder pelos possíveis danos perante a lei. Quando há a constatação dessa brutalidade a família inteira sofre, e se ausenta de um fator importante que é a ” proteção ” já que o próprio conceito de família contempla essa questão, e quando a gente observa o dilaceramento desse ” sonho” vou dizer assim, quando o ambiente fica insuportável por conta dos abusos, maus tratos e violência, todo aquele sonho de união e felicidade, se desfacela, morrendo também a esperança que se tinha sobre ele, principalmente em face da frieza de ambas as partes, ou de uma parte, no caso, refiro-me a conduta de ( homens e mulheres), o que é “normal” até porque se você observar, todo ser humano muda de interesse de maneira repentina. Mas nesse caso especificamente, falando de desequilíbrio e somando às dores e tristezas que passam a suprir os sorrisos de outrora, tudo é muito comprometedor a saúde.
Família abrange um conceito amplo, sobretudo no que tange a questão de interesses. Veja, mesmo que em face de uma relação doentia, e mediante a separação desta, o amor em relação aos filhos não muda; muda a relação de convivência. Por isso é importante trabalhar mecanismos que possam gerar segurança a todos os membros, como o próprio bem- estar. Trabalhar esse conceito é também olhar para o lado profundo do que as une as pessoas e, mesmo que em situações extremas, sabemos que o amor e o afeto não se separam. Estes são sentimentos verdadeiros e que mantém intacto o interesse mútuo de todos os membros de forma a manter acesa a chama do amor entre eles.

Marii Freire. Via Facebook

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Santarém, Pá 25 de janeiro de 2023

%d blogueiros gostam disto: