Eu sou corresponsável por aquilo que faço

Como anda a sua vida? Como tem lidado com os fatos, com as situações adversas? E com você, o seu íntimo? Tudo bem? Tem sido forte, ou você é uma daquelas pessoas que ficam um longo período processando fatos que te aconteceram? Saiba que não podemos mudar a nossa natureza, como também, não podemos mudar o que nos acontece. A única coisa que o ser humano é capaz de fazer diante de situações que o contrária, é procurar agregar um novo sentido as coisas antigas. É acrescentar valor as coisas que o incomoda. Sim, nós podemos começar pequeno, mudando o significado de algo aqui, outro ali, e quando vemos, nos tornamos melhores do que a nossa versão anterior.

Conhecer a si mesmo, ouvir a voz interior, respirar de forma consciente, são situações que fazem parte do que podemos controlar. A gente não deve abrigar coisas velhas. Dê passagem a elas! Procure ressignificar. Isso é sabedoria.

É preciso ter discernimento para construir novos caminhos, uma nova mentalidade, e assim conseguir fazer um juízo de valor sobre a forma de como vemos as coisas. Todas às vezes que agimos assim, certamente, ficamos mais empolgados, coerentes, presentes diante de nós mesmos. Em outras palavras, temos respostas sábias que conscientemente, trazem-nos alguns benefícios.

Pratique o bem. A gente não perde por ser bom, por ser verdadeiros, éticos. Quando agimos assim, vemos que tudo muda. Muda comigo, muda com o outro, com a maneira de perceber o mundo e os acontecimentos. Toda mudança é boa, quando perdemos o medo diante do novo.

Pense nisso!..

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Artemusdreaming.tumblr.com

Santarém, Pá 6 de dezembro de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Um comentário em “Eu sou corresponsável por aquilo que faço

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: