Clarice Lispector

[…] a possibilidade constante de um crime que eu nunca tinha cometido. A possibilidade de eu pecar, o que, no disfarçado dos meus olhos, já era pecado. Então pequei logo para ser logo culpado. E este crime substitui o crime maior que eu não teria coragem de cometer.

Clarice Lispector. O crime do professor de matemática.

Para amar Clarice Lispector: como descobrir e apreciar os aspectos mais inovadores de sua obra/ Emília Amaral. 1 ed. Barueri, SP: Faro Editorial, 2017

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Elisangela Cavalcante

Santarém, Pá 21 de setembro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: