SE ALGUMA VEZ, NOS SALÕES DE UM PALÁCIO

Se alguma vez, nos salões de um palácio, sobre a erva de uma vala ou na solidão morna do vaso no quarto, acordardes de uma embriaguez evanescente ou desaparecida, perguntai ao vento, a vaga, ao passaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo que canta, a tudo que fala, perguntai-lhes que horas são; e o vento a vaga, a estrela, o passaro, o relogio, vos responderão: São horas de vos embriagardes! Para não serdes escravos martirizados do tempo, embriagai- vos; embriagai- vos sem cessar! Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa escolha. Mas embriagai- vos! Deslumbrai- vos.

Charles Baudelaire.

escritas.org

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Obvious Magazine

Santarém, Pá 1 de Maio de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

3 comentários em “SE ALGUMA VEZ, NOS SALÕES DE UM PALÁCIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: