Canudos

Canudos, sertão da Bahia, era uma fazenda abandonada, quando ali se instalou o Antônio Maciel, conhecido como Conselheiro. Em pouco tempo, formou-se uma cidade de pessoas miseráveis e abandonadas a própria sorte. A cidade, passou a se chamar de Belo Monte, e chegou a contar com cerca de 15 a 25 mil habitantes.

Isolados, alheios a pagamento de impostos e a oficialização da cidade junto ao Estado, esses moradores, passaram a ter problemas com a igreja e a lei local, o que originou o conflito.

Os sermões de Conselheiro, evidencia muito a preocupação com as almas, não com os problemas concretos, como miséria e opressão. Talvez, por não ter exata clareza naquilo que falava, Conselheiro tecia críticas à República nascente, acusando-a pelas pelas péssimas condições de vida daquelas pessoas.

Canudos tinha uma organização social e econômica que parecia ao comunismo primitivo dos cristãos. Ali, todos trabalhavam e dividiam igualmente o fruto de seu trabalho. Por conta disso, esse movimento ganhou grande visibilidade e foi considerado uma ameaça a soberania nacional. Imagine, quantos pobres lutando para sobreviver? Nada diferente de exemplos de outros movimentos sociais que tivemos. Porém, em relação a canudos, digo na ‘época desse episódio’ não se discutiu a respeito realidade da verdadeira causa desse acontecimento. Todavia , uma luta que entrou para a história.

Marii Freire Pereira.

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Literatura brasileira:William Cereja e Thereza Cochar. 5ed reform. Atual. São Paulo, 2013

Imagem ( Arquivo pessoal). Casa e morador do conflito. Foto de Flávio de Barros, 1896.

Santarém, Pá 4 de dezembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Canudos

    1. Canudos e outros exemplos de movimento que tivemos aí fora, e que portanto, ganharam uma grande visibilidade nesse país, mostra que existe uma classe que não se importa com as pessoas mais simples. Eu acho que essa desigualdade que separa ricos e pobres, na verdade, serve para mostrar que enquanto existir uma classe média branca que vivem e gozam de seus direitos, vai existir outra dizendo ” ei, Estado…eu estou aqui!”. Eu estou me fazendo ser notado por você. Mas, não posso ser útil só por um momento. Você existe porque eu sou a você do princípio ao fim.
      Graças a mim, o l’ado explorado’, você vive no topo. Compreende Lara? É difícil o lado menos favorecido que é o lado, levar vantagem. Tem bravura, mas as armas nessa disputa, não são as mesmas.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: