Para encontrar a paz interior é preciso que haja a desconexão com o mundo lá fora

Muitas vezes estamos tão estressados, sem ânimo, com dor musculares, com pressa de chegar a algum lugar que na verdade, nem sabemos se teremos tempo para isso. Não é? Às vezes nessa tentativa louca, não diria louca, não é bem essa a palavra que define o que quero dizer, mas na pressa de chegar ao ponto desejado, de querer “alcançar o pico mais alto com as pontas do dedos”, é que nós, nos perdemos de nós mesmos.

Estando mal preparados, exigimos muito do corpo, e aí, este fica cansado, os músculos começam a travar. A saúde espiritual também fica dando pequenos sinais de alerta sobre o fato de você não está bem. E o que acontece? Você vai ficando debilitado na arte de sorrir, de apreciar as boas companhias, as paisagens, de fazer a escolha certa para preencher aquele momento da sua vida, não digo o posterior que era o que você se dedicava diariamente. Mas o momento de hoje, o agora. Você já reparou como o ser humano é assim? Ele tem muita pressa pra tudo. Mas se torna negligente com o principal: administrar a si mesmo, administrar o momento sagrado que é o presente, o momento que lhe define, isso nem todos conseguem.

Quantos de nós já não se viu centrado ( ativo demais) preparando projetos, pensando no resultado destes, às vezes, sem perceber que o irá receber será o vazio? Sim, porque a sorte, o que para muitos é visto como competência, é algo que você se dedica diariamente. Levanta cedo, investe, tem aquela disciplina religiosamente diária, mas o resultado não vem. Vem o inevitável que é o sofrimento, o desgate físico e mental. E isso, geralmente te causa duas coisa:

  1. Melancolia – você tenta sentir algum prazer em cima de tudo o que fez, mas, pelo fato daquilo só ter lembranças negativas, o sentimento verdadeiro do resultado daquela ação é a tristeza.
  2. Rancor – você ‘lambe as feridas ‘, porque a mente tem uma imagem deformada daquilo tudo que muitas vezes, foi até planejado minuciosamente, mas que não deu certo. E você fica à flor da pele e diz coisas duras para si mesmo, algo como: ” Eu fiz, me dediquei e o resultado não veio como planejado “. Quer um conselho? Pare um pouco, der um tempo pra você. Às vezes para continuar é preciso parar.

Você precisa parar! Precisa tentar diminuir o impacto das coisas negativa em sua vida. Precisa respirar para canalizar energia de qualidade. Corpo e mente, exigem isso.

Viver exige muita atenção, só que quase sempre, estamos tão apressados para enxergar os resultados que quando estes, vêm, eles nem sempre nos agrada. Viver é mostrar que gostamos mais de nós mesmos em primeiro lugar, mais do que de coisas materiais. Por isso, quando tudo está dando errado, isso também é um motivo para você observar aonde as falhas existem para poder consertar. Às vezes é preciso deixar passar as horas, os dias para que você possa se reestabelecer novamente tudo aquilo que precisa para ter o controle da situação.

Eu entendo que conversar ‘conviver com pessoas variadas’, gente reclamando o tempo inteiro, exigindo, se queixando, é você no meio daquilo tudo, tentando fazer o melhor é estressante. Há momentos na vida em que o ser humano vai a falência, não tem como negar. É preciso parar, descansar a mente, tomar fôlego para conseguir prosseguir a vida. É procurar se alinhar, estabelecer metas para que você consiga ser novamente quem era. E uma das atitudes saudáveis é sair do meio daquele ambiente que te prejudica.

Se você tem observado muito isso ao seu redor, no seu ambiente de trabalho, em casa, nas discussões com amigos, procure se afastar. Procure descansar, opte pela sua saúde, depois pela a dos outros. Deixe um pouco de lado, esse ambiente hostil. Vá respirar ar puro, porque aí sim, num momento posterior, você tem condições seguir adiante.

Procure ficar em silêncio, observe a vida acontecer devagar, sem muitos atritos consigo mesmo, veja o que há além da paisagem (…). Observe os detalhes de como a vida é construída…” é de degrau em degrau que se alcança passadas maiores, ou seja, níveis mais alto. Queira viver a vida de dentro para fora, é não o contrário. O pouco conquistado também significa muito.

Invista em idéias novas, mas, agora em coisas que façam você despertar para o interior, coisas que ajudem a fazer escolhas menos dolorosas, porque isso sim, vai fazer com que você saiba lidar melhor com o sofrimento e os desgastes por esse “pedaço de pão ” que se luta todos os dias.

Um grande beijo!

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Flickr/ Autum in Warsaw

Santarém, Pá 3 de novembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Para encontrar a paz interior é preciso que haja a desconexão com o mundo lá fora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: