Flávio Venturini

” Foi assim, como ver o mar

A primeira vez que meus olhos

Se viram no seu olhar

Não tive a intenção de me apaixonar

Mera distração e já era

Momento de se gostar

Quando dei por mim nem tentei fugir

Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar

Quando eu mergulhei no azul do mar

Sabia que era amor é vinha pra ficar

Daria pra pintar tido azul do céu

Dava pra encher o universo da vida que eu quis pra mim

Tudo o que fiz foi me confessar

Escravo do seu amor, livre pra amar

Quando eu mergulhei fundo nesse olhar

Fui dono do mar azul, de todo azul do mar..”

Flavio Venturini. Todo azul do mar

Composição: Ronaldo Bastos.

Fonte: LyricFind

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Rachel Leroy

Santarém, Pá 23 de outubro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: