Pablo Neruda

Tem como falar de Amor e não tocar no nome de Ricardo Neftalí Reys Basoalto ou simplesmente: Pablo Neruda? Certamente, não. Esse escritor Chileno é maravilhoso. Sorte nossa, porque temos uma gama de grandes autores brasileiros, e a graça de ter nomes importantes de outras literaturas que agrega valor ao nosso conhecimento. Falar de sentimento é uma coisa incrível, e o amor é uma universal. Assim como nos sugere a nossa literatura, as outras literaturas tem grandes nomes que contribuíram com textos belíssimos. No caso de Neruda, existem poemas publicados em periódicos literários desde 1920. Veja que interessante, aos 13 anos, Neruda já contribuía como poeta jovem.

O pseudônimo de ” Pablo Neruda “, surgiu em homenagem ao poeta tchecoslovaco Jan Neruda. Dentro de suas atividades no Chile, ele estudou francês e pedagogia. Foi diplomata para o governo chileno. Em 1930 casou -se com Maria Hagenaar, mas separou-se anos mais tarde. Neruda publicou vários trabalhos, participou de manifestações politicas, teve alguns problemas por conta disso e, acabou vivendo clandestinamente em seu próprio país. Após esse episódio, ele publicou o livro Canto geral. Em 1945, conheceu Matilde. O escritor teve inúmeras publicações ao longo de sua carreira, inclusive poemas dedicados a Matilde.

Em 1971, Neruda recebeu “honraria máxima para um escritor, o Prêmio Nobel de Literatura “, devido a sua poesia.

Neruda morreu no Chile em 1973. Porém, o seu legado permanece agraciando o coração de todos nós.

Quero saber se você vem comigo

a não andar e não falar,

quero saber se ao fim alcançaremos

a incomunicação; por fim

ir com alguém a ver o ar puro,

a luz listrada do mar de cada dia

ou um objeto terrestre

e não ter nada que trocar

por fim, não introduzir mercadorias

como o faziam os colonizadores

trocando baralhinhos por silêncio.

Pago eu aqui por teu silêncio.

De acordo, eu te dou o meu

com um condição: não nos compreender. “

Pablo Neruda. [Quero Saber…], Últimos Poemas. Edição bilíngue. L& PMclassicosmodernos. Tradução: Luiz de Miranda. Portanto Alegre, 2018

Marii Freire Pereira

https:// pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: autoral

Santarém, Pá 4 de outubro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Pablo Neruda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: