Estações

Esse ano os ypês por uma questão de sobrevivência começaram florar mais cedo. O clima e a temperatura contribuíram com essa mudanças brusca de forçar essas árvores ” antecipar”, essa fase importante. Claro, deixo o ar romântico. Mas, elas estão lindas assim por camaradagem a você, pois no fundo, essa elegância faz parte de um processo que evita que elas se despeçam da natureza.

“(…) uma questão fundamental para essas árvores é a sobrevivência. Cada estação tem a sua importância, porque juntamente com elas, existem respostas as suas próprias razões.

Florar não significa mostrar só uma fase bonita. Existe todo um significado por trás de cada momento. Diria que, este é, assim como os outros, cheios de significados , mas o maior deles é reconhecer o comando da vida. Dar existência a uma nova fase é buscar se adaptar às circunstâncias. Às vezes isso não depende de gosto ou vontade, é só uma questão de se manter vivo. E não acontece só com as plantas, mas com o se humano também.

A história se repete conosco. Há momentos que para se manter firme (também), passamos pelos momentos delicados.. ‘perder todas as folhas’, e às vezes, secar um pouquinho faz parte desse ciclo de aprendizado. Nós seres humanos, aprendemos crescer por dentro, e só num segundo momento, para fora. É um momento particular. Geralmente, ele vem com a chegada da chuva, representando a ‘fecundação .’

A natureza é realmente sábia e muito nos ensina sobre frustação que é aquele momento de desalento ( possibilidades de perdidas), mas também a bonanza, a esperança, a fartura. São exemplos ou mesmo, trajetórias que servem lembrar os humanos que assim como as plantas, nos simples mortais, temos que passar. Um dia os nossos sonhos nascem e no outro, lidamos temos que aprender a lidar com a finitude. Um dia temos mãos, braços e pernas, no outro, nem as raízes! Só o rascunho do que fomos.

É certo que o único prazer que não acabe, seja aquele presente nas nossas sementes ( filhos). O “chronos “, tempo – provoca rupturas, esquecimentos, mas também revela essa perplexidade tardia. Somos donos de nós, não do tempo, não de suas vontades.

Vamos florir no nosso propósito, sem desperdiçar tempo. Vamos aprender com a natureza como florir por dentro.

[…]

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Flickr/ São João del-Rei. Curta mais, Campo Grande, Flickr/ Brasília

Santarém, Pá 22 de setembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Estações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: