Lygia Fagundes Telles

” (…) Ouça, Virgínia, é preciso amar o inútil

Criar pombos sem pensar

em comê-los, plantar roseiras sem pensar em colher rosas, escrever

sem pensar em publicar, fazer coisas assim,

sem esperar nada em troca

A distância mais curta entre dois pontos

pode ser linha reta, mas é nos

caminhos curvos que se encontram as melhores coisas (…)”

Lygia Fagundes Telles. Fragmento do Livro Ciranda de pedras, 1954

m.vestibular.brasilescola.uol.com.br

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. universodosleitores.com

Santarém, Pá 7 de setembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

3 comentários em “Lygia Fagundes Telles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: