VEM comigo!

Nem sempre é preciso dizer. Às vezes, o maior esforço que fazemos é calar. Calar e traduzir o fragmento imaginário daquilo que a palavra desconhece o seu significado.

Toda mudez é rentável.

[…]

O silêncio permite-nos contemplar e entender todo o esboço da vida, os batimentos acelerados do coração, o estalar dos dedos. O silêncio é a condição necessária para fazer a vida crescer entre aquilo que a encobre. É no ato de saber contemplar que somos seduzidos. Como disse João Cabral de Melo Neto: ” Seduz pelo o que é dentro”.

A vida e a vida nos apanha pelo o que há por dentro. Um riso por exemplo, para ser gostoso tem que vir da alma. Aquelas risadas mascaradas que se ouve, elas não nos convida a rir junto. A ingenuidade sim. Você valoriza ou não o riso de uma criança? Valoriza. E veja que é natural. Dependendo da fofura, é tão gostoso que funciona como uma espécie de refúgio. É um purificador da alma. Existe arma que nos deixe mais indefesos? Desconheço.

Todavia, quem disse que a ‘realidade muda’ não pode ser bonita? Não pode traduzir poesia ? Pode. Nós seres humanos, somos cheios de inquietações. Às vezes, a ousadia nos faz querer ‘transformar o mundo’, sem antes, transformar aquilo que realmente é importante e vivo dentro de nós. É um erro. Primeiro, É comum nessas aventuras, arrumar atritos, e não belezas. E aí, os ” bons ventos” passam, procurando outro rumo.

Nós precisamos ao invés de reagir, procurar o que o silêncio tem a nos dizer, pois é só através dele que conseguimos transformar coisas importantes. Procure encontrar beleza, não a superficial, mas a que você não encontra descrita em dicionários. Talvez, essa seja uma questão: afinidade e razão. Quais têm sido as suas escolhas? Suas escolhas e preferências podem ter inúmeras descobertas. A beleza pode ser sim, encontrada no desconhecido, no amargo, no estranho ou simplesmente,no razoável. É ou não é? A resposta é sua.

A beleza poética sempre existe, busque-a. Todos nós somos sobreviventes desse processo de transformação. Por isso, deixe-me se flagrar olhando as entrelinhas

[…]

Marii Freire Pereira

Imagem: Pinterest. Miomyltaly.com

Santarém, Pá 19 de agosto de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

3 comentários em “VEM comigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: