Guilherme Arantes

Só você pra dar a minha vida direção

O tom, a cor, me fez voltar a ver

A luz, estrela do deserto a me guiar

Farol no mar, da incerteza

Um dia um adeus, eu indo embora, quanta loucura

Por tão pouca aventura

Agora entendo, que andei perdido

O que eu faço, pra você me perdoar

Que bom seria se eu pudesse te abraçar

Beijar, sentir como a primeira vez

Te dar o carinho que você merece ter

Eu sei te amar, como ninguém mais

Ninguém mais, como ninguém jamais te amou

Ninguém jamais te amou

Te amou, ninguém mais

Como ninguém jamais te amou, ninguém jamais

Te amou

Como eu

Como eu.

Guilherme Arantes. Um dia, um adeus

Fonte: LyricFind

Imagem: google. Guillaumearantes.net

Santarém, Pá 19 de agosto de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: