Fim de relacionamento: por que algumas se recusam a compreender?

Nós seres humanos, assim como alguns animais temos a mania de marcar territórios. Nós temos essa necessidade de domínio, seja entre povos, navegações, e no amor, não poderia ser diferente. Quando você ama uma pessoa, existe a necessidade de querer mostrar a todos que você tem alguém especial. De repente, se começa querer andar de mãos dadas, postar fotos juntos, ir a locais públicos, ou seja, você passar a ” assumir”, a relação com a pessoa que escolheu. Ao fazer esse compromisso em público, é como se estivesse dizendo, ” esse território me pertence “. É um “pertencimento emocional”. Na verdade, quando você gostar, faz questão dividir com as outras pessoas o quanto ela , te faz bem.

A idéia é essa mesmo, é mostrar aos curiosos que a pessoa que você escolheu, agora faz parte da sua vida. Todavia, ao me referir a palavra ” domínio “, não estou falando de ” pertenca”. Veja, ao gostarmos de alguém, fala-se em amor, carinho e respeito. Nos damos ao outro através dessa maneira. É na doação genuína que falamos o quanto admiramos a quem se ama. Aqui, o domínio não se trata de poder, mas de oferecer a quem amamos algo de valor, é no sentido autêntico da palavra.

. Quem ama cuida.

. Quem sempre tenta se aperfeiçoar para ganhar a admiração do outro.

. Corre atrás

. Evita atritos para poder desfrutar dessa relação com muito mais qualidade.

O domínio neste caso, não é trabalhado no lado negativo da relação. Aqui, não se trata de quem é o mais forte. Mas do que quanto se agregar, seja na forma de doação, cuidado e carinho.

Quem ama tem uma facilidade enorme de identificar essa questão. Às vezes, pode ocorrer a idéia que esvazia tudo isso, como inclusive acontece em muitas relação.

O homem faz um grande feito no início, ele impressiona a mulher, mostra aos amigos, mas perde o interesse – ou ela, a mulher perde a graça quando surge o interesse de conquistar o novo. Nesse caso, o homem geralmente não sai diferente da forma que entra. Ele vai querer muitas vezes, que essa mulher supostamente ” advinhe ” que ele não quer mais. Eu acredito que todas vêem quando isso acontece, mas se recusam em – vão – aceitar o fim do relacionamento. Geralmente, o homem diz que não tempo, ou está focado no trabalho, inventa qualquer desculpa para a mulher. E por outro lado, ela fica permitindo essas desculpas, ou seja, age assim por não querer aceitar a verdade. Muitas inclusive, precisam ouvir um ‘sonoro não’ para acreditar no término. Mas enquanto isso, vivem se desconstruindo dentro de si, por conta do óbvio. Parece que essas mulheres vivem de camadas superficiais, mesmo com um fardo nos ombros. Elas choram, e não entendem porque perderam.

[…]

Cadê o animal extraordinário de outrora? Infelizmente, todo fim é doloroso. Mas, depende de não dificultar essas horas. O melhor é permitir, abrir mão desse domínio emocional, e superar que é a parte mais dura. Porém, assertiva, pois isso permite que a vida possa ser refeita novamente com o que resta-lhes dos sonhos.

Marii Freire Pereira

Imagem: Pinterest. i.pinimg.com

Santarém, Pá 28 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: