Gonçalves Dias

” Como se ama o silêncio, a luz, o aroma

O orvalho numa flor, nos céus a estrela,

No largo mar a sombra de uma vela,

Que lá na extrema do horizonte assombra;

Como se ama o clarão da branca lua,

Da noite na mudez os sons da flauta,

As canções saudosíssimas do nautat,

Quando em mole vaivém a nau flutua,

Como se ama das aves o gemido,

Do noite as sombras e do dia as cores,

Um céu com luzes, um jardim com flores,

Um canto quase em lágrimas sumido;

Como se ama o crepúsculo da aurora,

A mansa viração que o bosque ondeia,

O sussuro da fonte que serpenteia,

Imagem imagem risonha e sedutora;

Como se ama o calor e a luz querida,

A harmonia, o frescor, os sons, os céus,

Silêncio, é cores, e perfume, e vida,

Os pais e a pátria e a virtude e a Deus:

Assim eu te amo, assim; mais do que podem

Dizer- to os lábios meus, – mais do que vale

Cantar a voz do trovador cansada;

O que é belo, o que é justo, santo e grande…”

Gonçalves Dias. Como Eu Te Amo.

https://www.escritas.org

Marii Freire Pereira

VEM comigo!

Imagem: arquivo pessoal

Santarém, Pá 22 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: