Casimiro de Abreu

” Oh! Que saudades que tenho

Da aurora da minha vida,

Da minha infância querida

Que os anos não trazem mais!

Que amor, que sonhos, que flores,

Naquelas tardes fagueiras

À sombra das bananeiras,

Debaixo dos laranjais!

[…]

Casimiro de Abreu. Meus oito anos. ( Poesia completa d3 Casimiro de Abreu. Rio de Janeiro. Ediouro, s . d. p.19)

Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar. Atual, São Paulo, 2013

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Pinterest. 500px.com. by Lilia Alvarado

Santarém, Pá 21 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Casimiro de Abreu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: