Confidência

Se conheces o teu valor

Volta-se te a flor que tu és

deita os teus olhos sobre aquilo que te faz sorrir.

Use o seu vestido de renda, aquele que tem um colo muito devasso,

Continue menina!

Não te entregues ao tédio.

Antes, seja forte

Contemple a poesia, pois não há Primavera

mais doce, do que tu – flor!

Filtre a paisagem,

Contemplando os finais de tardes ensolarados,

Recuse o vazio,

As acres lembranças,

A miséria de tudo…

Porque o segredo de nossas ações espontâneas traduzem,

A felicidade de nossas experiências matinais!..

Tudo ao relento, a infância, o amor

o vestido, os vícios, os crimes jamais confessados.

[…] Tudo encontra a ‘senhora que somos’,

As confidências são cheias de asco, perdas e gozos, uma competição boba entre si,

mas no final, revela a doçura do que calamos.

Marii Freire Pereira

Imagem: Pinterest

Santarém, Pá 21 de Julho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: