Seja honesta consigo mesma

Se quiser ir longe, saiba aonde pisar. Certos caminhos, não permitem falsidade. Por isso, se quiseres ” andar descalça, não plante espinhos “. Assim, não terás com o que se preocupar.

[…]

A lei da nossa consciência não permite que cultivemos a nossa própria miséria. Portanto, não sejamos escravos de nossa própria estupidez, das mentiras, nem das angústias do alheio.

A bandeira de nossa liberdade é hasteada quando aprendemos a ser honestos em nossas escolhas, caminhos, vitórias, perdas, e tudo que nos atrapalha. Acredite, não há gesto mais nobre do que [quando dentro da nossa miserabilidade], ainda se encontra motivo para ofertar um sorriso a quem fere a nossa face, a quem dilacera os nossos sonhos.

A consciência de qualquer ser humano diante de uma realidade que o machuca, é fazer o que? Qual é a primeira atitude que se tem quando alguém nos fere? Revidar, não é? Mas, quando você opta pelo contrário, significa que de alguma forma, o que você quer não é banir ou dar o troco na mesma moeda. Significa que dentre outras coisas, você aprendeu ter maturidade intelectual e emocional para não abrir mão do que pensa, demonstrando assim, não ser também um ser humano inseguro para agir da mesma forma que aquelescquevlhe atingem. Ainda que digam o contrário, mesmo que rejeitem o seu abraço, que te façam pequeno, tão pequenos que voce só ‘caiba dentro de si’. Mesmo assim, você escolhe o que quer. Decide ter uma atitude de romper com o que te faz mal, mesmo que custe caro. Quer saber de uma coisa? A diferença é essa_ entre você e os outros. Talvez não na condição, mas nos gestos, na maneira de agir. Seja nobre, seja grande, seja inteira. Seja você.

Caminhe em direção ao que de alguma forma, te permita contemplar a beleza do por do sol, essa que todos desejam alcançar, mas poucos são os gestos de elevar as mãos ao alto. Importe-se em fazer o bem, regar com carinho o solo que pisa, porque a felicidade mora em lugar para além da curva. Portanto, continue atenta e com passos firmes, você a encontrar. E enquanto caminha na estrada, aproveite para contemplar os detalhes. Nesse caminhar, estamos todos juntos, mas poucos são os que conseguem ir até…o fim.

Boa sorte!

Marii Freire Pereira

Imagem: via Facebook

Santarém, Pá 3 de junho de 2020

Se

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

5 comentários em “Seja honesta consigo mesma

    1. Interessante a sua observação Gus!..
      Esse tratar com o outro é sempre muito difícil. Mas, nós temos que saber lidar com respeito de maneira diplomática com todos. Claro, uns são realmente muito difíceis. Às vezes, manter uma certa distância faz bem, já outros não, se consegue conviver e dialogar de forma harmoniosa. O importante é nós, sabermos nos interpretar diante de situações como a que você cita.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: