Carlos Drummond de Andrade

” Idade madura em olhos, receitas e pés, ela me invade

com sua maré de ciências afinal superadas.

Posso desprezar ou querer os institutos, as lendas,

descobri na pele certos sinais que aos vinte anos não via.

Eles dizem o caminho,

embora também se acovardem

em face a tanta claridade roubada ao tempo.

Mas eu sigo, cada vez menos solidário,

em ruas extremamente dispersas,

transito no canto do homem ou da máquina que roda,

aborreço-me de tanta riqueza, jogo-a toda por um número de

[ casa,

e ganho”.

Carlos Drummond de Andrade. Idade madura. A Rosa Do Povo. Círculo do Livro, São Paulo, 1945

VEM comigo!

Marii Freire Pereira

Imagem: Marii Freire

Santarém, Pá 3 de junho de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

6 comentários em “Carlos Drummond de Andrade

    1. Mariana, eu fiquei surpresa, quando essa veio espontaneamente sentar no meu braço. Ela gostou não queria sair. Então, com cuidado consegui passá-la para o meu dedo. Também gosto muito delas, são graciosas, leves!…

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: