Fernando Pessoa

” Relógio, morre _

Momentos vão…

Nada já ocorre

Ao coração

Senão, senão…

Bem que perdi,

Mal que deixei,

Nada aqui

Montes sem lei

Onde estarei…

Ninguém comigo!

Desejo ou tenho?

Sou o inimigo _

De onde é que venho?

O que é que estranho?

( Obra poética. Rio de Janeiro: Aguilar, 1965. P.521) Literatura brasileira: William Cereja e Thereza Cochar, São Paulo, 2013

VEM comigo!

Imagem: Pinderest

Santarém, Pá 23 de maio de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: