Mario Quintana

” Não há nada mais triste do que o grito de um trem no silêncio noturno.

É a queixa de um animal perdido,único sobrevivente de uma espécie extinta, e que corre, corre desesperado noite em fora, como para escapar à sua orfandade e solidão de monstro .

Mario Quintana, Desespero.

Marii Freire Pereira

Vem comigo!

Santarém, Pá 27 de abril de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: