Tempos pretéritos

O passado é um lugar em que as coisas vividas ficaram lá atrás na história. Como se costuma dizer, ficaram presas no seu devido lugar. E por mais que ele possa ter sido harmonioso, ninguém pode trazê -lo de volta. Não, partimos do momento atual, o presente que é o lugar que nos permite fazer o que é possível.

Se você reparar com cuidado, a brevidade da vida é tão profunda que observar as coisas boas que ficaram para trás, servem tão significativamente como um impulso provocativo para viver o dia de hoje . O passado é bom, mas quando o olhamos com respeito, quando conseguimos fazer as pazes com aquilo que de alguma forma, modificou parte do que nos tornamos por dentro. Quando as perguntas bindas dele, tornaram-se as respostas que hoje, gera aquela sensação de bem-estar.

Que [se]possível, saibamos fazer a exclusão das injustiças internas. Saber se despedir delas sem o peso de escolhas infeliz. Ninguém queira culpar-se por conta do passado. Não, isso seria injusto com todos nós.

Um dos segredos de seguir adiante sem carregar fardos pesados, é não olhar para a nossa pequenez, quanfo a vida muito nos exigiu. Pouquíssimas qualidades teríamos para dissertar sobre quem fomos e nos tornamos . Somos imperfeitos e o que nos aprisiona são na verdade, esses laços que dilaceram os dois tempos: passado e presente. Reconhecer a grandeza do futuro, nos torna pequenos hoje. Somos falhos aqui? somos pois, muitos vivem numa espécie de irrealidade, quase no vaco existencial. Muitos não pensam a própria história, simplesmente não procuram evoluiu como pessoas.

É preciso olharmos com generosidade o que foi dosado, talvez não da maneira certa, mas sem culpa para que se possa alcançar aquilo que é importante para cada um de nós, ou seja, o que serve de estímulo à encontrar o bem, a paz interior, o que nos faz abraçar a vida de um jeito diferente hoje. O importante é saber conciliar situações que venham favorecer as nossas escolhas. Digo, escolhas agora no presente.

” O lugar do ontem, é lá atrás, ou seja, não comporta nada hoje”. Essa é a condição principal para que se possa construir novos caminhos”.

Viver é aprender a lidar o tempo todo com as nossas limitações, mas a característica saudável disso tudo, é em viver em paz. Deixar o que não deu certo no passado, jogando uma colher de cal por cima, inclusive, só para ter certeza que ‘ acabou’, e a vida segue.

Superado, compreendemos que temos novas oportunidades, muito a se fazer pela frente, e só em pensar dessa maneira já nos possibilita muito coisa.

Imagem (facebook)

Texto publicado por: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 15de fevereiro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Tempos pretéritos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: