Caminho secundário

Na vida não pegues atalho. Os caminhos secundários podem até parecer confiáveis, oferecer algum conforto, encurtar a distância, mas podem revelar o dissabor da felicidade.

Você pode ir além …quando aprender que a vida se assemelha a uma grande estrada, onde tudo nela cabe…até mesmos os pequenos esconderijos.

As vezes na vida, acabamos nos tornando muito verdadeiros conosco. Olha que engraçado, não é com o outro, é com você mesmo. Sabe quando isso é possível? Quando já não há tempo para revestimento. É isso, deixamos a casca de lado. Mas, essa é uma transformação que não acontece da noite para o dia. Só com o passar dos anos, e quando deixando de lado alguns interesses, conseguimos prosseguir, e assim…’ alcançar o sol .

” Que metáfora linda…” alcançar o sol!”.

Se bem observares, irá compreender todo o movimento da vida. Veja, o sol permanece intocável, lá em cima. Porém, todos nós estamos envolvidos pelo desejo de alcançá-lo, tanto que ele é envolvente a ponto de atrair a atenção de todos. Não é? sem dúvida, nota-se aí, situação um prestígio revestido de camadas e que ninguém alcança, mas deseja porque a beleza nos fascina…

“Muitos de nós, reserva alguns minutos do dia so para vê-lo se despedir…”

O sol é igual todos os dias, porém, a sua despedida é um fenômeno belíssimo. E uma pequena falta de atenção, acaba fazendo com que se perca o melhor desse espetáculo. Assim também acontece com a nossa vida. Os pequenos descuidos, os pequenos desvios, faz com que se perca detalhes importantes...

Eu e você, temos instâncias de sofrimento diferentes. O que me machuca, não tem o mesmo efeito para você. Com isso, não cabe dizer que a dor é algo que se alimente o tempo inteiro de silêncio. Não, ela pode gritar alto, a ponto de ecoar. Depende da maneira de cada um recebe . Nós nos acostumamos a nos refugiar em pensamentos convidativos, tanto que eles nos sugere vez por outra, pegar os atalhos, os caminhos secundários (…)

Em geral, se você avaliar, o que esses caminhos nos revelam? Quanta queixa, quanta solidão. Neles, cabe tudo. Cabe coração oco, aliás o coração por si, só, é oco. Mas, oco no sentido de ausência de sentimentos. Gente vazia por dentro, sobrevivendo a custa de fantasias. Gente que não consegue lidar com as suas próprias tempestades.

” andando e sabendo que tudo é engano…’

O contexto de nossas escolhas são terríveis, porque erra-se tanto querendo acertar, que mesmo estando caminhando em direção aquilo que nos favorece, se tem a coragem de pegar a vereda só para conhecer o que têm no final dela. Eis, a péssima escolha.

” Viver é relacionar-se primeiramente consigo “

É aprender a gostar de quem somos. É respeitar primeiramente os nossos sentimentos para compreender a beleza que nos fascina no por do sol.

Não pegue caminhos que não levam a lugar nenhum.

Ame-se.

Imagem pública

Texto: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 14 de fevereiro de fevereiro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharel em direito, cursando Pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal.

6 comentários em “Caminho secundário

    1. Sim. Quando nos amamos, aprendemos a cuidar de nós mesmos, a ponto de não nos abandonar. E tendo condições de olhar para as nossas escolhas de um jeito certo, podemos optar por não enveredar por caminhos que a princípio podem até diminuir a distância, mas que no fundo , faz com que seja preciso duas voltar para encontrar o início. Que sejamos mais atentos!…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: