Tato

Você já se perguntou quanto carinho pode ser transmitido através do toque? Sim, o tato é uma forma de construir, de chamar atenção, de dizer que você ama uma pessoa através do encontro da pele com a pele. Quando você toca, automaticamente acaba sentido, e se fazendo sentir-se também através dessa maneira de construir memória afetiva.

O tato é uma forma contínua de comunicação. Poucos sabem, mas as pontas dos dedos falam, se atraem, transpira, revela sentimentos que denunciam aquilo que sentimos um pelo outro. Tocar alguém é uma forma de provocar sensações genuínas e às vezes, até de explicar o amor sem palavras.

O tato tem uma mensagem enigmática, você não fala, mas percebe quando algo, ou alguém toca em você. Provavelmente, este é um rastro do mais perfeito laço afetivo nascido entre os humanos, mas não só, é também uma maneira mais usada na comunicação com os animais. Quer um exemplo do que estou falando? Você se comunicar com um gato, um cachorro, um cavalo. Como? Tocando-os, passando a mão em seu pelo. Você observa que ao fazer isso, naturalmente, do toque, nasce o sentimento de carinho e proteção. Depois vem o apego, o que é normal. Quer dizer, você se comunica com esses animais por meio de uma linguagem de carinho, que é muito mais forte do que necessariamente, o uso de palavras. Palavras você fala, mas nem sempre tem sentimentos presentes no que se diz. Já em relação aos animais, você entende como isso é uma construção profunda, porque sente no comunicar que nasce através das pontas dos dedos.

Você estende a mão, e percebe que aquele olhinho brilhante, seguro do seu amor e carinho, vem até a ponta dos seus dedos, na certeza de que será bem recompensado. Essa é a mais autêntica forma de lidar com eles.

– Quem disse que os animais não entendem? Entendem.

O olhar do bicho é interno. Eles conseguem captar a nossa respiração, sabem se nós estamos bem ou não. Cada vez que você, mexer as mãos ou procurar chamar a atenção deles de alguma, a resposta sempre será genuína. Quanto mais carinho e amor damos a eles, mais se sentem felizes e seguros.

O ser humano em si, ele sente carinho e ternura por diversas maneiras, e não só em relação ao toque. As expressões faciais também são fatores observados no despertar das emoções. Quando você olha nos olhos de uma pessoa por exemplo, sente muitas vezes, uma forma de carinho transmitida pela maneira de se deixar ser visto, na verdade, lido pela outra pessoa. Há quem fale, e deixe transparecer a questão dos sentimentos.

Algumas pessoas podem passar horas falando sobre Amor, e como demonstrar este na prática. O que é interessante é que, você percebe nos gestos, na maneira de expressar o que a outra pessoa sente. Todavia, isso não é uma regra, porque nem sempre a maneira de falar, demontra sensibilidade em relação ao que se transmite. A suavidade do ato de se comunicar, ela passa a ser transmitida de uma maneira mais curta e imaginária. Na prática, só o ato de falar não gera profundeza, cativa sentimentos ou faz fortaleceros vínculosafetivos. Em relação ao bicho, não. O sentimento é transmitido no ato de tocar. Talvez esse detalhe faça com que eles tenham tanta necessidade de se comunicar através do tato, o que diferente de nós, humanos.

Os seres humanos são perfectíveis, não perfeitos. Por isso, as pessoas buscam melhorar por conta disso, digo ” dessa necessidade ” de aperfeiçoamento que é dada sempre na ordem de poder atingir um estágio maior do que se pretende, seja por vícios ou desejos. Além disso, existe também uma necessidade maior que é, a de nos sentirmos amados. O amor é algo que faz parte da própria condição humana. Todos nós amamos, mas não significa que estejamos ligados intimamente, um com o outro.

É claro que existem situações que fortalecem a nossa relação com o outro. Isso ocorre principalmente, na maneira de se descobrir, e se envolver. É claro que, mediante situações onde duas pessoas se ama e se tocam, pode nascer emoções genuínas. Mas o que aproxima mesmo as pessoas é afeto. É sobretudo a profundeza dos sentimentos, a energia das relações, o companheirismo, o cuidado mútuo, o carinho demonstrado através do afeto.

Cada pessoa tem uma maneira particular de tocar, de sentir e se fazer ser sentido nessa memória de sentimentos que liga um ser humano ao outro. E beleza desse ato, certamente você observa nos detalhes que podem vir acompanhado desse cuidado para tornar ou não, os laços afetivos mais fortes. Cada ser humano é especial, assim como cada forma de se relacionar também. E o que interessante em relação a disso, dar-se justamente, pela maneira em que o outro nos toca.

Marii Freire. Tato

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/plus.google.com

Santarém, Pá 4 de dezembro de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Um comentário em “Tato

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: