Gal Costa

” Eu vi o menino correndo eu vi o tempo

Brincando ao redor redor do caminho daquele menino

Eu pus os meus pés no riacho

E acho que nunca os tirei

O sol ainda brilha na estrada que nunca passei

Eu vi a mulher preparando outra pessoa

O tempo parou pr’eu olhar para aquela barriga

A vida é amiga da arte

É a parte que o sol me ensinou

O sol que atravessar essa estrada que nunca passou

Por isso uma força me leva a cantar

Por essa força estranha no ar

Por isso é que eu canto não posso parar

Por isso essa voz tamanha…”

Gal Costa. Força Estranha

Composição: Caetano Veloso.

https://www.vagalume.com.br

Marii Freire

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Anabela

Santarém, Pá 16 de novembro de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “Gal Costa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: