Sêneca

Você vive como se estivesse destinado a viver para sempre, nenhum pensamento sobre sua fragilidade entra em sua cabeça, sem dar atenção para quanto tempo já passou.

Desperdiça tempo como se ele tivesse um suprimento completo e abundante, embora aquele dia que você concede a alguma pessoa ou coisa possa ser seu último.

Você tem todos os medos dos mortais e todos os desejos dos imortais. Ouvirá muitos homens dizendo: ” Depois de meu quinquagésimo ano, irei me retirar para o lazer, meu sexagésimo ano me libertará dos deveres públicos. ”

E que garantia tem de que sua vida se prolongará

SÊNECA. SOBRE A BREVIDADE DA VIDA

Sêneca. Sobre a brevidade da vida/ Edição especial com prefácio de Lúcia Helena Galvão Maya. Barueri, SP: Camelot, 2021

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem: pinterest/ pt.m.wikipedia.org

Santarém, Pá 15 de julho de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Um comentário em “Sêneca

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: