Goste de Você

As pessoas mais felizes são aquelas que aprenderam a gostar delas mesmas. Que em primeiro lugar, sonharam e descobriram o significado de amor próprio. Pessoas que, apesar de passarem por problemas, aprenderam também buscando respostas ao profundo – ao consciente diante de suas questões. Homens e mulheres que passaram grande parte do tempo observando os seus erros e, o mais importante, tendo consciência de que precisavam mudar. Eles usaram o racional ao invés do emocional para compreender o que deveriam fazer de forma correta para gerir as suas vidas.

Embora não seja uma regra, é preciso dizer que nem todo mundo sabe agir diferente diante das transformações que se precisa para continuar a ser forte. Ora, imagine, pessoas que passam por situações traumáticas tem muita dificuldade em voltar acreditar nas outras. Vítimas de relacionamentos conflitantes por exemplo, elas deixam de ser carinhosas e gentis porque não conseguem estabelecer uma relação sadia com as outras pessoas. Em geral, são seres humanos calejados e com muitas feridas abertas [….], e que, apesar de terem confiado muito em seus parceiros, elas passaram por abusos, ameaças, violência e tem essa dificuldade estabelecer novamente uma conexão sadia consigo e com os outros.

Ainda mais, tendo os sonhos dilacerados diante do abandono. Há mulheres que precisam de ajuda de profissionais da saúde, seja, psicólogos, psiquiatra e outros para sair de situações onde elas ficam como um verdadeiro ” um farrapo de gente”. Claro, não é algo que se possa condenar, a palavra aqui não é essa. Mas é preciso dizer que em algum momento, estas formam omissas diante de seus desassossegos- essas mulheres simplesmente, não souberam agir diante de acontecimentos impactantes de suas vidas.

Nos últimos meses, ouvi tantos relatos de mulheres falando que não eram valorizadas, que passam por situações de abandono e não se sentinham mais seres humanos inteiras. É um motivo para ficar perplexa. Ora, examinando tantas histórias, vi que elas não se sentem suficientes para os seus parceiros, e isso as paralisa. Como pode? No mínimo é falta de compreensão acerca do seu valor. Mulher entenda o seguinte:

” Você é madura o suficiente para gerir a própria vida. Não dependa de ninguém, nem da validação do outro pra nada”. Ame-se pelo o que é.

Induzidas a própria ingenuidade, tornam se submissas e adotam as vontades do parceiros, negado as delas. É sinistro, pois diante de ameaças, agem como se elas não fossem donas da própria vida, não se reconhecem com donas de seus direitos, alguém com qualidades, ou mesmo valor. Agem como alguém que não respondem por si, mas vivem para obedecer o outro, e se este lhe falta, parecem não serem capazes de nada.

Em termos psíquicos, é difícil lidar com essa situação, pois vivem muito abaladas. Diante da pressão de seus parceiros, tornam-se reprimidas, fragilizadas. São dependentes totalmente de homens que acabam com o emocional delas. Triste, porém verídico.

Por isso é importante dizer que, mesmo em situações de estarem prejudicadas, é necessário acreditar, para que consigam deixar pra trás a visão do “carcereiro bonzinho” e assim ” diluir” as suas dores, demandas emocionais e acordar para a realidade, percebendo principalmente que são adversárias delas mesmas.

As mulheres precisam acreditar, não só elas, mas homens também, já que estes, passam por situações idênticas. É preciso refletir, confiar em si, alterar situações errôneas do incnconscite e, trocar o medo pela confiança.

E de uma importância crucial, voltarem acreditar nelas mesmas e, fazer como disse no início desse texto ” se tornarem pessoas felizes” – que aprenderam confiar nelas mesmas, ainda que diante dos desafios é importante não desistir de nós. Sempre é possível superar. As respostas que se precisa, elas estão todas no nosso íntimo. Pessoas felizes, não são aquelas sem problemas. São sim, pessoas que aprenderam a cuidar de si, mesmo depois de ter definhando um longo período. Elas se [ re]descobriram de um jeito sábio, transformador. É o que você precisa? Então lute, se ame se queira bem. Goste de você.

Pense nisso!…

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem & criação: Marii Freire Pereira

Santarém, Pá 12 de abril de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

5 comentários em “Goste de Você

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: