Cecília Meireles

” Ah, quanta névoa de tempo

longamente acumulado…

Mas os versos! Mas as juras!

Mas o vestido bordado!

Bem que o coração dizia

– coração desventurado –

” Talvez se tenha esquecido…”

” Talvez se tenha casado…”

Seu lábio, porém, gemia:

” Só se estivesse alienado!”

Cecília Meireles. Romance LXXIII ou Da incongormada Marília.

Cecília Meireles. ROMANCEIRO DA INCONFIDÊNCIA. Organização: André Seffrin. 13 ed. São Paulo: Global, 2015

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem ( arquivo pessoal)

Santarém, Pá 10 de abril de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: