Relação onde se observa que duas pessoas discutem, é sinal de saúde

A princípio, a ideia que se tem de um relacionamento saudável é a de que ele não tenha discussões. Ledo engano! Todo “relacionamento saudável ” tem duas pessoas que discutem (elas não brigam), somente discutem. Discutir a relação é importante. E a pergunta mais significa neste caso é: “Por que discutir é necessário?” Porque o intuito maior da discussão é o ” reparo” daquilo que se precisa melhorar ou construir a dois. Na verdade, numa discussão, o que se faz é olhar a realidade do que não tem sentido, e encontrar razões ao que faz. A discussão, ela nada mais é do que, a busca pela mudança daquilo não é interessante para duas pessoas. Se tem algo que interfere, é necessário haver consciência para mudar o que é preciso. Pessoas adultas discutem com frequência porque elas buscam o melhor para viver de maneira harmoniosa.

A maioria dos casais não discutem, eles brigam

A maioria dos casais ” discutem” mas não sobre algo que lhes favoreça ou os aproxima. Eles discutem pelas diferenças isoladas, por valores que não sustenta a vontade dos dois, mas de um. Neste caso, a discussão vira briga, o que não os aproxima, não estreita as diferenças no caso. Ao contrário, cria um divisor de águas. É como se um tentasse interferir na realidade do outro, sem sucesso – que é o que acontece bastante entre muitos casais. Se eles por exemplo, não conseguem entrar em acordo, logo vem o descarte da relação. E, neste caso por que? Porque a individualmente é o fator mais importante.

Assumir responsabilidade é importante

Assumir responsabilidades na relação é imprescindível ao sucesso, a saúde em si. Mas entenda, não é uma garantia. Ora, o que se tem que imaginar é o seguinte: Se há alguém que se importa com questões que é ” boa para as duas partes”, ou seja, não vai fazer o outro sofrer “, algo que vai ser útil pra mim e pra você, então vamos trabalhar as pequenas divergências para a saúde e a paz daquela relação ser algo natural, não forçoso- o que é comum. Não é possível forçar amor, carinho, respeito e afeto. É preciso sim, trabalhar as dificuldades.

Colocar a dificuldade ou os pontos que são incomunicáveis mesa, sugere ” mudança “. É por isso que toda discussão é boa. Mas, compreenda: ” A discussão é boa” quando existem duas pessoas dispostas a cumprir seus acordos. Não adianta você querer conversar, propor mudança se o seu parceiro/parceira já de início, deixa claro que não vai mudar. Algo grave que acontece dentro dos relacionamentos é que às vezes, só um luta, só um quer, e faz. O outro, já foi (…), faz tempo. A regra é ” Não adianta forca” porque cedo ou tarde, a situação não se sustenta mais. Discutir vale para todos os relacionamentos. Mas é preciso lembrar que, só faz sentido para aquelas pessoas que estão dispostas a agirem de forma íntegra um com o outro. É claro que todo mundo erra, mas o erro é na verdade, pode representar uma probabilidade ao acerto, a correção, a direção para quem de fato, deseja mudar. E mudar, não significaquevocê vai deixar de ser quem épara ” agradar ” o outro. O que se sugere neste caso, é uma mudança de atitude. Você vai evitar situações que sabe que causam desconforto e até sofrimento ao outro.

Casais que discutem com frequência ( discutem de forma saudável), tem muito mais a possibilidade de fazer com a relação seja duradoura do que, aqueles que não demonstram nenhum tipo de comprometimento. Sim, há situações onde, existe uma pessoa que questionar, investe tempo, se mostra preocupado com o outro, é expressa isso de forma clara, é porque valoriza, compreende? O importa é isso, manter o diálogo, o afeto, a dedicação a relação. Por isso que se diz que “relação é construída a dois”, ou seja, tem um que investe, o outro que reconhece o quanto tudo isso é valoroso para ambas as partes, de modo a se fazer presente. E a melhor maneira de receber tudo é retribuindo todo esse carinho.

É preciso compreender o seguinte: discutir é necessário, porque o intuito da discussão, não é o confronto, mas o reparo daquilo que precisa ” conciliar ” para se viver bem. “Só discutimos com quem amamos”. O benefício de toda discussão é o crescimento. E isso, a gente traz referência de longe, ou seja, da nossa lembrança materna. Portanto, pense duas vezes quando for discutir com alguém que você ama.

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/VEM comigo!

Imagem ( Autoral)

Santarém, Pá 22 de março de 2022

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós- graduada em Direito Penal e Processo Penal.

6 comentários em “Relação onde se observa que duas pessoas discutem, é sinal de saúde

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: