Fernando Pessoa

O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega fingir que é dor

A dor que deveras sente.

E os que leem o que escreve,

Na dor lida sentem bem,

Não nas duas que teve

Mas só a que eles não tem.

E assim nas calhas de roda

Gira, a entreter a razão,

Esse comboio de corda

Que se chama coração.

Fernando Pessoa. Autopsicografia.

https://www.ebiografia.com

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest/ Stultifera Navis

Santarém, Pá 19 de outubro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

5 comentários em “Fernando Pessoa

    1. Fico feliz que tenha gostado, Diogo. Particularmente, tenho um gosto especial pela literatura. Eu comecei por Machado de Assis, o que, dentre essa gama enorme de autores que temos, ele é o meu preferido. Mas, Fernando e Drummond, têm lugar no meu coração.

      Obrigada!!

      Curtir

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: