Inversão da culpa

Em todos os relacionamentos há divergências de ideias. Às vezes o casal briga por qualquer situação, mas consegue dialogar de forma saudável. É bastante comum que isso aconteça, até porque cada pessoa tem um ponto de vista diferente, vive situações diárias que contribuem para o acúmulo de intolerância entre o casal. Claro, cada pessoa carrega consigo, virtudes, crenças, valores que acabam contribuindo para situações desgastantes no dia a dia Agora, o problema é quando existem brigas onde as pessoas não se entendem, pior, elas usam uma estratégia desonesta para com o outra, ou seja, a pessoa que provoca uma situação, em geral, ela não admite que errou. É mais comum inverter a situação, e veja que nesse caso, o grande problema mora exatamente, quando, sem que a outra pessoa perceba, quem deu causa na situação “lança sobre o outro, a culpa do que lhe pertence, ao invés de chegar e dizer ” Eu errei! “. Muitas vezes, o homem para se esquivar da própria desonestidade, o que ele faz diante da mulher ou da parceira? Diz : você é louca!”. Ele não tenta se corrigir, mas desqualifica a outra pessoa, a inferiorizando inclusive, para ” pagar de honesto”. Sim, o homem consegue inverter a situação colocando culpa na mulher.

Em relacionamentos doentios, homens e mulheres brigam com muita frequência. E, o que se observa em relação a quebra de acordo entre o casal, é que a falta de lealdade coloca em xeque a saúde da relação. O homem se possível, ele chega ao ponto macro da discussão afirmando categoricamente ” louca…louca…louca”. E a pergunta que essa mulher deve se fazer é ” por que eu ainda estou com esse homem?” Houve uma ruptura de acordo, do respeito, da lealdade; a condição do diálogo não é boa…”. Afinal, a conciliação que é um fator importante para o bem-estar do casal, ele abandona para viver os próprios interesses, não leva em consideração os da mulher. Entende como tudo acontece? São detalhes pequenos, mas que contribuem para todo tipo de mal-entendido. Outra situação comum é que esse homem se altera para chamar atenção, mesmo responsável, ignora a importância da relação, saí e deixa a mulher num “eterno monologo”. A inversão da culpa ocorre sempre que esse homem enxerga numa situação, a possibilidade de tirar vantagem. O manipulador por exemplo, é autoritário, quando eu mulher afirmo algo, ele “nega com naturalidade” e assim num momento posterior, vem um tratamento melhor. Mas, a questão é: ” você quer isso a vida toda? Se o consenso não é possível, você vai viver em prol de quem não se importa com você? A mulher precisa despertar.

Brigas acontecemna vida de um casal. Mas, aqui não falo de qualquer briga. Na verdade, eu estou alertando a mulher para o imprescindível que é ela se amar. A mulher deve se perguntar diante de uma situação como essa a seguinte pergunta: “O que eu represento o que na vida desse homem? Essas são perguntas que a mulher precisa se fazer, e mais: saber lidar com essas ” estratégias de desdobramentos ” é fundamental para ela deixar de ser uma marionete nas mãos do suposto manipulador.

A inversão da culpa é muito comum. Claro, não são todos os homens que usa esse artifício. Muitas amam de verdade, tentam ser honestos. Já outros não. Eles usadam de meios escusos para obter vantagens no dia a dia. A mulher é tratada como um objeto a mais. Algumas até suportam qualquer coisa para estar ao lado do homem que diz amar. Em muitas situações, o que se vê é que elas se anulam, sim. Escolhem viver em meio a angústia, a ansiedade até desenvolver uma depressão, por conta de maus-tratos, abandonos, falta de respeito e consideração.

O que se aprende com esse tipo de relação?

Se aprende que condutas autodetrutivas nos acabam. Primeiro, a conduta do homem que não muda, depois dela ( mulher) que se deixa enganar por ficar vivendo a situação de sofrimento. Não compensa viver dentro de relacionamentos doentios. Há pessoas que não nos ama. Elas amam somente aquilo que fazemos para elas. A questão é ” forçar algo contra nós, vai modificar o outro?” Não. Por mais que você ame, se a pessoa diz ” Eu não mudo” , mude você. A única pessoa que vai se amar de verdade, é você. Isso, se for capaz de olhar para a própria situação.

Pense nisso!..

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem e criação: Marii Freire Pereira/ pensamentos.me/ VEM comigo!

Santarém, Pá 28 de setembro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

6 comentários em “Inversão da culpa

    1. Sim!..
      É muito comum inclusive. A mulher por ter sido aí, digamos ” o ser que sempre viveu em uma situação de desvantagem em relação ao homem, tem um pouco mais de dificuldadede compreenderessa situação. Mas é algo que elas precisam também avançar nesse sentido. é“

      Curtir

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: