OS LUSÍADAS

” Tanto que à nova terra se chegaram,

Leves embarcações de pescadores

Acharam, que o caminho lhe mostraram

De Calecu, onde eram moradores.

Pera lá logo as proas se inclinaram,

Porque esta era a cidade, das milhores

Do Malabar, milhor, onde vivia

O Rei que a terra toda possuía

Lá bem no grande monte que, cortando

Tão larga terra, toda Ásia discorre,

Que nomes tão diversos vai tomando

Segundo as regiões por onde corre,

As fontes saem donde vêm manando

Os rios cujos grãos correntes morre

No mar Índico, e cercam todo o peso

Do terreno, fazendo-o quersoneso.

OS LUSÍADAS- CANTO

Luís de Camões. 1ed. Cotia, SP: Pé da Letra, 2018.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pop.porto/ Escadas dos Guindais/ Instagram.

Santarém, Pá 31 de agosto de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

8 comentários em “OS LUSÍADAS

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: