Clarice Lispector

” O que escrevo é fogo como olhos em brasa […] Mas sou caleidoscópica: fascinaram – me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro.

Escrevo redondo, enovelado e tépido, mas às vezes frígido como os instantes frescos, água do riacho que treme sempre por si mesma. O que pintei nessa tela é passível de ser fraseado em palavras? Tanto quanto ser implícita a palavra muda no musical.

Clarice Lispector. Água viva ( 1973). Para amar Clarice: como descobrir e apreciar os aspectos mais inovadores de sua obra/ Emília Amaral. 1ed. Barueri, SP: Faro Editorial, 2017

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest. efikurten.com.br

Santarém, Pá 19 de Agosto de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: