Os Lusíadas

” Contudo, por livrarmos o Oceano

De tanta guerra, eu buscarei maneira

Com que, com minha honra, escuse o dano.

Tal resposta me torna a mensageira.

Eu, que cair não pude neste engano

( Que é grande dos amantes a cegueira),

Encheram- me, com grandes abondanças,

O peito de desejo e esperanças.

Os Lusíadas – Canto V. Luís de Camões. 1 Ed., SP: Pé da Letra, 2018.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Live Love Rum Travel/ Travel Blogger

Santarém, Pá 13 de Agosto de 2013

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

7 comentários em “Os Lusíadas

    1. Bom dia, Juh!
      Verdade. Mas, a literatura não morre, nunca. Pode prestar atenção que há uma tendência criada para o mercado, e que isso explode em algum momento, mas os grandes nomes como Camões, Cervantes, Shakespeare, Machado, Rosa…esses autores atravessam séculos ( sobrevivem) alimentando o gosto popular das pessoas.
      Que bom seria ‘abraçar o conhecimento’ que a literatura clássica tem o poder de oferecer , mas como você diz…perde espaço! Ainda assim, lutemos nós para não deixa-la ” cair no esquecimento “.

      Curtido por 1 pessoa

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: