Gregório de Matos

” Ninguém vê, ninguém fala, nem impugna,

E é que, quem o dinheiro nos arranca,

Nos arrancam as mãos, a língua, os olhos.”

Gregório de Matos ( poemas escolhidos. Organização de José Miguel Wisnik. São Paulo: Cultrix. se.p 44)

Literatura brasileira em linguagem com outras literaturas e outras linguagens. William Cereja/ Thereza Cochar.5 ed.reform. Atual. São Paulo, 2013

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Santarém, Pá 30 de Julho de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: