O verdadeiro é deixado para depois

É comum o ser humano sempre procuraria ir direto ao ponto, ou seja, conquistar o que ele deseja através das extremidades. Raramente, ele começa sendo verdadeiro. Seria o homem um mero contemplados da verdade? Ou aqui, cabe o que diz em Gênesis? ” Os últimos serão os primeiros?”

O homem pode admirar a sabedoria, mas nem sempre sabe lidar com ela, visto que, este, seria capaz de se perder dentro de suas próprias construções, dilemas, fala, necessidades doentia e tudo aquilo que é fruto de suas necessidades.

Nós temos a tendência a querer desejar o verdadeiro, mas priorizamos o superficial. O superficial não trás nenhuma garantia, e por não trazer garantia e a consciência necessária, também não trás nenhum sopro resignado. Diante de tamanha descoberta, todos nós, nos assumimos pequenos diante de uma estupidez extrema, capazes de questionar o nosso próprio valor.

É na reflexão, na correção, na exigência interior que essa frase citada no início do texto tem valor ” os últimos serão os primeiros.” E, por ser “os primeiros…”, nos tornamos nus diante de nossa própria verdade.

” O sacrifício é sempre sobre a própria estupidez “. Esta, é reconhecida como uma característica da personalidade humana.

Quando nos percebemos diante do desconforto, e muitas vezes, em caminhos da própria solidão que nos mesmos procuramos, é que se tem condições de pesar o que é verdadeiro e aquilo que jamais agregaríamos valor no último minuto de nossas vidas.

Todas as pessoas desejam construir boas relações, ser o centro das atenções, falar bem, controlar o comportamento do outro. Veja que absurdo, até no amor pecamos por querer este, sem cuidar […]. É a velha obsessão insana do homem pelo poder. Mas, pouco sabe ele que é escravo dos seus desejos, e para realizá-lo, irá “se perder dentro seus seus próprios labirintos”. Um coração aliado a pensamentos falsos é capaz de fazer ruínas na vida de uma pessoa.

[…]

Só após muito sofrer é que ela aprende a lidar com as suas demandas emocionais, as suas verdades. Assim, aprende também que mesmo os caminhos internos são longínquos, e que só encontramos o início deste, a medida que colocamos a verdade diante dele. Quando você expõe as suas verdades a si mesmo, aprende que tudo que permanece após isso, é ” consciência “. Profundo, não? Sim, mas o intuito é buscar essa reflexão. “Os primeiros serão os últimos”. O universo pode ter sido todo construído, e as estrelas acrescentadas depois. Tudo segue uma ordem, você já parou para se perguntar o porquê de tudo isso? As estrelas para nos permitir contemplar as belezas nas noites escuras, bem como o resultado de toda criação. Acredite: a luta é contra aquilo que vem para nós como resistência. A sabedoria ocorre no poder de descobrir todas essas coisas.

Pense nisso !

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest. Voyage Visuel/ Andrea A Elisabeth

Santarém, Pá 16 de Junho de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “O verdadeiro é deixado para depois

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: