A Sociedade que mostra desinteresse para poder Prender o outro

Questões modernas para problemas antigos que só se multiplicam, e fazem com que os casais percam tempo tentando se encaixar em relaçãoque que não há reciprocidade. Como descrever a falta de desinteresse do outro ? Especialistas em relacionamentos afirmam que quanto maior for a “ausência “, maior será o interesse de uma pessoa por você. Essa questão, certamente, se vista só por um lado, dará um dossiê do que a atualidade anda discutindo a respeito da definição de conquista amorosa na sociedade pós-moderna. Mas, o que será que tenho que fazer, ou de repente, como me comportar para chamar a atenção do outro ?

A priori, essa resposta é simplesmente: você não precisa fazer nada! Provocar alguém com joguinhos de desinteresse pode contribuir para que de fato, aconteça justamente o que você espera, ou seja, perca o interesse literalmente. Entenda, não há fórmula mágica para fazer alguém gostar de nós. Essa ação, ela tem que ser natural, e não surgir a partir de uma condição. O que faz uma pessoa parecer interessante, ou despertar uma paixão, na verdade, é um conjunto de coisas. Mas necessariamente, isso não parte do jogo de desinteresse. Para alguém gostar de você é preciso haver um valor que ela irá conseguir enxergar internamente, ao invés de olhar só para os seus atributos. Essa informacão, tem relação com um conjunto de fatos que a memória registra automaticamente. Quer um exemplo? O charme, o sorriso, a conversa, a postura da pessoa em relação a determinadas situações é algo que conta bastante. Outro detalhe importante e que não pode faltar, é a pessoa construir uma estrutura de autenticidade, coisas como, afeto, admiração, diálogo, o sentimento de igualdade. Não adianta eu força para que as coisas aconteçam de outra maneira fácil. Podem até acontecer, claro. Mas neste caso, não agrega valor. O principal numa relação é o valor – que cada um desperta no outro. É esse detalhe que solidifica, e transforma uma realidade e faz desta, uma via capaz de conduzir o outro até você. Neste caso, a relação terá menos possibilidade de fracassar, porque os valores sobressaem as dificuldades.

Aqui, digo: ” não adianta definir mil ” fórmulas magicas ” para fazer duas pessoas ficarem juntas, sendo que estas, não têm ndições de manter uma relação saudável. Neste caso,é preciso que o jogo da conquista seja trabalhado olhando o lado da autenticidade dessa relação, pous do contrário, estará fadada ao fracasso. É preciso existir sintonia, ao invés de hipocrisia, ou mesmo no último caso, forcação de barra. Às vezes, quando você ultrapassar limites, o desinteresse é automático. O que passa realmente dentro de uma relação é a maneira verdadeira de como as pessoas se relacionam. Se os pilares estiverem fortalecidos no amor, no carinho, no respeito mútuo, haverá uma grande possibilidade desse casal construir uma bela história de amor.

O Jogo do desinteresse não funciona?

Funciona e bem, no primeiro momento. Às vezes, essas brincadeira de ” prende e solta”, causa grande expectativa no outro, como disse ” são reações que provoca soluções na sociedade moderna. Mas, que não define a segurança uma relação.” [ Marii Freire], deve ser por isso que haja tanta gente ferida, vivendo as suas crises sem saber o que de fato vivem.

A questão central desse problema é: na sua relação, houve um encontro natural? A outra pessoa e você sentiram o mesmo equilíbrio emocional? ou você vive mais uma situação de angústia quando pensa no outro? As pessoas escolhem umas as outras pela questão do afeto, não é sexo. Muita gente vai atrás de sexo querendo afeto, e podemos considerar que neste caso, as relações não se solidifica.

Os próprios especialistas em comportamento, estão deixando a desejar quando não consideram de fato, essa questão. ” Conheci um cara hoje, saí, transei, e amanhã, quero ficar”. Não rola, ou rola…por um curto período de tempo, só que o ato em si, não culmina para aquilo que permite construir um valor a respeito daquela pessoa que quero estar. Não evoluiu para a possibilidade da construção do que sucede aquele ato levado em conta por um momento, para preencher as necessidades voltas ao sexo? Então, as expectativas não se prolongam, uma vez que o valor depositado nessa relação é mínimo. Como disse, precisa de algo a mais para ela se solidificar.

O que expressa ou o que fortifica uma relação para que ela seja duradoura, como disse, são laços expressivos de reconhecimento daquilo que os dois desejam em comum, sensibilidade, amor, respeito, proteção e outros. É esse detalhe fortificar essa relação com o passar dos dias.

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest. Claudia Noelle Photography//PNW Wedding +Elopement Photographer

Santarém, Pá 14 de Junho de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “A Sociedade que mostra desinteresse para poder Prender o outro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: