Lygia Fagundes Telles.

” Não quero nem devo lembrar aqui por que me encontrava naquela barca. Só sei que ao redor tudo era silêncio e treva. E me sentia bem naquela solidão. Na embarcação desconfortável, tosca, apenas quatro passageiros. Uma laterna nos iluminava com sua luz vacilante: um velho, uma mulher com uma criança e eu. […]

Debrucei-me na grade de madeira carcomida. Acendi um cigarro. Ali estávamos os quatros, silenciosos como mortos num antigo barco de mortos deslizando na escuridão…”

Lygia Fagundes Telles. ” Natal na barca “. In: Antes do baile verde. Rio de Janeiro: José Olympio, 1979. p. 87). Literatura brasileira em diálogo com outras linguagens. William Cereja e Tereza Cochar. 5 ed. reform. São Paulo: Atual, 2013

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pinterest. Barbosa, Lucas

Santarém, Pá 10 de Junho de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: