Carlos Drummond de Andrade

” O ciclo do dia

ora se conclui

e o inútil duelo

jamais se resolve.

O teu rosto belo,

ó palavra, esplende

na curva da noite

que toda me envolve.

Tamanha paixão

e nenhum pecúlio.

Cerradas as portas,

a luta prossegue

nas ruas do sono.”

Carlos Drummond de Andrade. O lutador. Literatura Comentada. Editora Nova Cultural. Textos publicados sob licença de Pedro Augusto Graña Drummond. São Paulo, 1990.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem : O Baú do Viajante

Santarém , Pá 23 de Maio de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “Carlos Drummond de Andrade

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: