Gregório de Matos

” Carregado de mim ando no mundo,

E o grande peso embarga-me as passadas

Que como ando por vias desusadas,

Faça o peso crescer, e vou-me ao fundo.

Não é fácil viver entre os insanos,

Erra, quem presumir que sabe tudo,

Se o atalho não soube de seus danos.”

Gregório de Matos. ” In: Poemas escolhidos. cit, p. 253). Literatura brasileira em diálogo com outras literaturas e outras linguagens. 5ed. form. São Paulo: Atual, 2013

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: pt.m.wikipédia.org/ Flagelação de Cristo. Michelangelo Merisi da Caravaggio

Santarém, Pá 14 de Maio de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: