[Re]conciliações

Quantas lembranças podemos estender no varal da vida? Não vislumbremos o motivo, mas o porquê de estendê-las sem interrupção, sem dor, sem sofrimento. Apenas, pouco a pouco, estendê-las, depois, recolher. Talvez, mais vivas ainda.

Essa troca da vida, do tempo, dos ganhos e das perdas, nos fazem tão mais humanos, verdadeiros, recíprocos com os ganhos de nossas lembranças, nossas [re]conciliações .

” E…quantas reconciliações podemos fazer com nós mesmos?” Considere, inúmeras.

O que você já conseguiu fazer de necessário hoje para se reabastecer de boas lembranças? Lembre-se a construção de coisas boas, de sentimentos bons, surgem a partir do que você consegue contornar diante da realidade. O que te limita é o que tormenta. Se você contorna, busca soluções, ao invés de censurar, você estabelece todo um significado maior dentro de você, dentro do seu mundo., porque no final de tudo, ser feliz é o que importa.

Que você tenha maturidade para solucionar, para criar novas expectativas diante de velhas sentenças. Veja, isso não é perda de tempo, é saber negociar com ele.

Pense nisso!

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. The Happy Jetlagger/ Reiseblog & Reisetipps

Santarém, Pá 1 de abril de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

7 comentários em “[Re]conciliações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: