Cecília Meireles

[…]

Lá vai a nau pelos mares,

sem adeuses nem clamor.

(Este era o vento da alheta?

Quem o pudera suportar!)

Que o porto espera no Oriente

o réu que navega só,

com seu silêncio no peito,

e a angústia do que se foi?

Cecília Meireles. Romance LXVIII ou De outro maio fatal . Romanceiro da inconfidência/ organização: André Seffrin. 13 ed. São Paulo. Global, 2015

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. 500px.com

Santarém, Pá 26 de março de 2006

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

5 comentários em “Cecília Meireles

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: