Violência Física

A violência física podem ser identificada com ações como: empurrões, tapas, chutes, lesões variadas. Se qualquer ação provocar dor e sofrimento, e se enquadrar dentro dessas condições, ela considerada como violência física. A violência física está no rol da violência doméstica Apesar de silenciosa, ela é baste visível devido aos maus-tratos. Só para você ter uma idéia, uma mulher é agredida no Brasil a cada dois minutos.

Com a Lei n° 11.340/2006 ( Maria da Penha), os casos de violência contra a mulher, tornaram-se muito mais evidentes. Coisa que não tínhamos notícia no passado, pelo menos, não com a repercussão que temos hoje.

A mulher vítima da violência física, hoje ela tem por exemplo, muito mais facilidade para denunciar o seu agressor.

Quando a Lei Maria da Penha foi implementada, ela trouxe mecanismos que deram suporte a questão da denúncia. Antes, o que a mulher fazia? A sociedade ensina essa mulher dar um ” jeitinho”. Ou seja, dizia que essa mulher deveria ser mais compreensiva, que ela não deveria deixar a sua família por conta de ” cabeça quente” do marido. Como se os problemas desse homem, desse a ele o direito de buscar solução na mulher, ou seja, batendo, agredindo e empurrando. Essa era a interpretação mais comum que se tinha. A gente sabe que não ” jeitinho ” nunca resolveu o problema relacionamento ao sofrimento ao qual, muitas dessas mulheres eram submetidas.

Amor e dor

” Primeiro um murro, depois um beijo”. Essa é a realidade que ainda causa distúrbios nas relações. ” Resquícios de um passado machista”. Na verdade, esse caso, ele é bastante comum. O agressor bate, e em outro momento, pede desculpas. Só que quem bate uma, bateu duas, três…vezes.

O agressor bateu no passado, só que a mulher era impedida de falar. Hoje, a lei reforça a idéia de que a mulher [deve denunciar] e uma vez que, ela faça isso, não pode voltar atrás .

As marcas de agressão não podem ser usadas como desculpas para proteger o marido ou o namorado agressor.

A imagem é ilustrativa, porque eu tenho falado e escrito muito nos últimos dias acerca da violência doméstica. A gente sabe que o ódio contra mulher é uma forma perversa das mais antigas que se tem registro, e que é preciso falar para reforçar a importância de denunciar o agressor.

Quem bate, quem agride uma mulher, na verdade, é um sujeito que precisa de tratamento e encarceramento. Não podemos compactuar com os casos de agressão.

Ciúmes não insenta culpa. Quem bate, bate sempre sabendo o que está fazendo. Portanto, é vital que toda vítima de agressão possa se mostrar consciente de que não é o silêncio que vai resolver essa questão.

A proposta é tentar diminuir a violência que precisa da exclusiva conscientização da mulher.

Se essa mulher vive situações de violência, como as que aparecem, ela deve denunciar

Ligue – 180

Peça ajuda.

Não deixe que cenas como essas se repitam 👇👇

Empurrões, pontapés!..

Ciúmes é insegurança.

Tapas, gritos constantes, humilhações

Saia dessa relação para não adoecer

Nenhuma relação construída com base na dor, suporta o pé do da realidade.

Converse com alguém de sua confiança: família, amigos, etc. Mas, não se cale. O seu silêncio favorece o agressor

Não se diminua para caber na vida de alguém. Não conviva com maus-tratos. Não inocente quem te machuca.

Não se encolha num canto qualquer…

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Santarém, Pá 25 de março de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

21 comentários em “Violência Física

    1. É uma realidade que precisa ser trabalhada. Como você diz, é um trabalho árduo, e o sucesso depende da reeducação do povo. A gente sabe que também existe a necessidade de um trabalho que depende de vontade política, atores e atrizes que procurem promover essa mudança …

      Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada Filipa!
      Nós mulheres, precisamos romper com as barreiras culturais que são bem mais significativas que a lei. Temos um machismo muito presente nas relações, e isso contribue bastante , de maneira negativa, dentre outras coisas…para esse tipo de violência

      Curtido por 1 pessoa

  1. A violência gera violência…pena nos dias de hoje seres humanos dotados de inteligência nao fazerem uso de suas faculdades mentais..apenas exploram o que de pior existem em si…não conhecendo o amor de verdade!!
    Amor não e isso..e bem mais além do se conhece!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Essa violência ela pode ser explicada através de muitos fatores. Mas, a violência, a misoginia é um ódio antigo contra a mulher. E temos também a questão cultural, a herança do patriarcado. O machismo em si é algo que, ajude essa violência se tornar ainda mais evidente.
      Obrigada por acrescentar!

      Curtir

      1. Eu também acredito, Renata. Mas, é preciso vencer muita coisa para que o Amor se torne uma prioridade na vida das pessoas. Se elas enveredam por outros caminhos, aí esse amor perde o seu significado.

        Curtir

      2. Renata, acabei de assistir um vídeo que retrata essa violência. Vi uma mulher dizendo que se casou novinha, e apanhava constantemente do marido. Teve um dia que ele bateu tanto nela, que depois disso, ela disse que nunca mais esse homem encostava um dedo nela. Se separou dele, hoje com 34 anos diz que foi uma experiência dolorida, mas aprendeu.
        […]

        Vou confessar uma coisa pra você, eu já vi mulher com olho roxo, porque o ex-companheiro aproveitou a madrugada para entrar na casa dela agredir essa mulher na frente dos filhos. Nessa época eu fazia estágio. Tanta história que você fica estática vendo o absurdo!…

        Curtir

      3. Entao é muito triste,chocante presenciarmos tais violências contra nós mulheres..sou totalmente contra não só por esse grupo mas no geral…ainda bem que neste primeiro caso q vc mencionou ela conseguiu se libertar ainda que tardiamente mas conseguiu…ja no segundo espero que o desfecho tenha sido favorável a ela tbm…são covardes indignos de serem comparados a homens…e sim a homens primatas sempre digo ate mesmo ao meu filho que tais seres assim infelismente nao valem o sofrimento de suas mães para os trazerem ao mundo…e que um homem de verdade vai além do que presenciamos neste mundo..homem de verdade e gentil,honesto,inteligente,bondoso,caridoso,carinhoso,que honra a sua companheira em todos os sentidos…ele cuida,protege,a ama com todas as suas forças e ira trata la como uma rainha,uma flor…e homem de verdade tem fé e é temente a Deus!!
        Desculpe falei de mais!😊

        Curtido por 1 pessoa

      4. Não, tudo bem, eu entendo. Precisamos ser respeitadas. Um homem que bate numa mulher, pratica um ato de covardia. É muitas vezes um sujeito perturbado. Não vou dizer que ele faz isso só por questões machistas. Não, não é aceitável mesmo. Ele precisa de tratamento para tentar evoluir…e, encarceramento porque impune não pode ficar.

        Curtir

      5. Sim e ato covarde mesmo..precisa de tratamento porem a evolução so acontecera se ele assim fizer por onde..e punições mais rigidas devem ser tomadas nossas leis são muito brandas quanto a casos de violência contra nós mulheres

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: