A palavra da moda: Persistência

A palavra da moda agora, como se costuma dizer é: Persistência.
Nunca se sentiu tanta necessidade de reinventar a vida, os modos, as regras diante da mudança que temos vividos, por conta de realidades que resultam nessa falta de perspectiva do brasileiro. A descrença vivida, ela não é de agora, digo dessa situação que envolve o governo e as muitas histórias, incluindo os ” mimimis…” para alguns, restrição de direitos para outros. A verdade é que se pode interpretar o direto de várias formas, e pelo que estamos observando o governo atual trabalha bem para os seus’. Já para a maioria, esta, tem se contentando com gorjetas. E as pessoas querem mais, não o mínimo [ ainda] que seja assegurado por lei.
Todavia, como disse anteriormente, essa insatisfação ela necessariamente, não é resultado daquilo que estamos vivendo hoje. Claro – tal realidade conta. Mais somemos aí vários motivos dentro de dessa queixa toda, e não nos esqueçamos de um passado de negação. Não sou de defender esse governo, aliás, nunca fiz isso, exatamente por entender que ele tem feito o mínimo para satisfazer o interesse de todos.
Os maus políticos sempre existiram, e são justamente esses exemplos que nos faz olhar para a política com desilusão. Considere: a descrença já vem de muito tempo. Hoje, o momento é delicado, não duvido. mas já sobrevivemos a tantas crises, negação de direitos [também] que não se pode esquecer essas coisas. Hoje, msis que nunca, precisamos sobreviver a esse caos. Tantas mortes, e como temos visto, tanto desinteresse pela vida.

[…]

A Constituição, ela pode nos assegurar muita coisa, mas se a sociedade não souber cobrar, se o presidente fizer por ” achar” que deve, se juízes, promotores, advogados, e outras personalidades, não forem também capazes de observar certos abusos, de nada nos servem esses direitos. É preciso mais!
A preocupação do momento atual, não é só as mortes […] A situação é difícil até no que se refere ao próprio linguajar…ninguém nesse momento, consegue falar do Brasil com nenhuma expectativa. Na verdade o que há, é muita desilusão.
Todavia, há uma solução que talvez sirva para a maioria nesse momento, que é o fato de saber rezar. Temos também essa alternativa. Quem não gosta muita da realidade, não possui o hábito de ler, esse é o momento de acreditar, de ser resiliente.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem (Autoral)

Santarém, Pá 5 de março de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

2 comentários em “A palavra da moda: Persistência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: