Somos vítimas de nossas escolhas

Vou dividir com vocês, uma coisa que me incomoda como ser humano, a Marii como pessoa, vou dizer assim. É triste constatar como tantas pessoas sofrem por falta de desinformação, e não falo da vida, do mundo aqui fora. Mas de como muitos são dispersos por dentro, como se enganam, negam como negam a si mesmos, por não se conhecerem. Às vezes, tenho a impressão de que falta ao ser humano a capacidade de repensar sobre a vida, as histórias miseráveis que os tornam vítimas de suas escolhas.

É impressionante como algumas pessoas deixam de se cuidar, organizar melhor a vida para buscar nutrir o autoengano. Elas, parecem conviver melhor com a punição, a lamentação do que procurar mudar. Outro dia, uma pessoa me disse que mudar é difícil. Claro. Para mudarmos, primeiro, temos que nos ‘ reconstruir novamente ‘. Deixar para trás o que dói e procurar investir em coisas novas. Se for uma situação de trabalho por exemplo, investir em novos projetos. Mas, se o que você precisa mudar for algo interno, tenha coragem de deixar para trás o que não acrescenta.

É comum vermos pessoas ‘patinando, patinando’… numa situação sem conseguir sair daquilo. Falta o que para uma pessoa dessa? Sabedoria. Quando a gente se nega, acaba traindo a si mesmo. Às vezes você entende que aquilo dói e machuca, mas prefere ficar preso do que se desprender, do que abrir mão e soltar…deixar ir. Há quem escolha viver na angústia e aflição do que dizer, não quero isso pra mim, não me serve. Pergunto eu ” existe prazer na dor?” Dor, não é bom, mas alimentar o que nos fazer sofrer é pior ainda, porque a gente se negligência o tempo inteiro por conta de um vício. Vício já está dizendo, causa dependência…deprime, e acredite: dependendo da situação, sufoca, mata. Eu sei que não fácil largar um vício, mas você precisa compreender que a vida é maior do que aquilo que te controla. Não tem jeito, é preciso força de vontade para continuar.

Subitamente, para algumas pessoas, é preferível se agarrar a dor, porque baseado nela, existe alguma certeza do que viver sozinhas. Há certeza de que? De que você tem algo para se segurar. Talvez, seja por isso que não se tenha coragem para dizer ” nao” ao que machuca. Veja, não é interessante pedir tanto a Deus por mudanças? Sim, as pessoas que têm uma relação íntima com Deus, elas pedem para que Ele mude as suas histórias. Eu acredito que sim, é possível. A partir do momento que você toma consciência que é a única pessoa capaz de fazer isso, ela acontece. Ora, imagine, os filósofos já sabiam há séculos o que muitos não sabem hoje, o Epicuro foi um deles. Tem uma frase, onde diz : ‘ o homem é tolo por pedir a Deus, aquilo que tem a capacidade de fazer sozinho”. Sem dúvida, ele estava certo. E neste caso, entra a máxima: ‘ o homem sofre por não desenvolver em muitos casos a capacidade de pensar, de se respeitar. Mais ainda, em algumas situações, ele sabe demais e não age. O ser humano possui histórias fascinantes, algumas a gente chora, e outras, simplesmente, lamentamos, porque é de uma complexidade tremenda. Não há como desvendar as nossas ‘vielas emocionais ‘. Há como melhorar na medida do possível.

Viver é um grande desafio. Talvez, o maior de todos. O ser humano é um ser complexo. Viver é complexo. Mas, é importante ressaltar que independente das nossas demandas emocionais, das lágrimas, da dor que nos humanizar, que nos faz vizinhos próximos ( íntimos), é preciso experimentar sair do caos. De não tentar fazer dos sonhos essa grande colcha de retalhos. Um se desfazer aqui, e para encobrir o buraco, colocamos um remendo novo ali…e assim vamos vivendo o inexplicável.

É possível prolongar os momentos de prazer a nossa vida, aos nossos dias. Desde que, se consiga extrair sabedoria das experiências negativas. Às dificuldades tendem a nos dizer o que não funciona e o que nos ajuda a prosperar. E outra coisa que é interessante, não se culpe por aquilo que não se consegue ter controle. Erros e acertos, fazem parte de nossas vidas. Existem coisas que são até possíveis romantizar, outras não. Mas, sempre é bom analisar a nossa possibilidade de crescer conforme cada situação acontece.

Pense que tudo na vida nos ensina, da menor a maior experiência, conseguimos produzir muita coisa interessante. Portanto, saiba tirar proveito disso. Descortine a vida, independentemente de qualquer desafio, tenha coragem de fazer a mudança que precisa.

Pense nisso!

Marii Freire Pereira

https://Pensamentos.me/ VEM comigo

Imagem:Pinterest. Flickr/ Untitled

Santarém, Pá 24 de fevereiro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

%d blogueiros gostam disto: