VEM comigo!

Bom dia!..

Hoje, 1 de fevereiro de 2021. Voltemos um pouquinho no tempo, ainda, ali no dia 31 do dezembro. Vocês lembram o que porventura pediram na passagem do ano? Saúde. Tenho certeza que no topo de todos os pedidos este, estava em primeiro lugar.
Como pedir saúde sem enfrentar o desafio de sobreviver a todas as nossas lutas, todas as nossas frustações, ou as imposições das quais somos submisso?! Não adianta pedir por saúde, não adianta pedir para que a lei seja protetora a todos os nossos direitos, se nós, imagino que por um ato de desatenção, também negamos a urgência de nossas necessidades. Ora, imagine, se diante dos casos que mais pedem a nossa reflexão, deixamos de analisar de forma crítica, pois é mais fácil apostar em respostas ingênuas. Eu sinceramente, me pergunto: ” será que as pessoas acham que de fato, estas brotam da boa vontade de quem governa o país?” Infelizmente, metade da população acreditam em fábulas. Você acha que isso não têm consequência? Muita. Busque por serviços de saúde pra você vê. Nem mesmo saúde mental, nós temos. Considere o que o país vive, explique sem se alterar, toda essa situação emblemática, você vai perceber que não há leite condensado que tire esse sabor amargo da realidade.
A nossa peregrinação é extensa, é preciso considerar as manobras daqueles que manuseiam o país de maneira inconsequente. São eles que tentam nos inferiorizar ‘negam os nossos direitos’ enquanto isso, brigam por posição. Temos muito mais politicos preocupados em se manter no cargo, do que, levando em consideração as contrariedades deste país.
A nossa luta é contra o Estado. Cabe a ele esclarecer os impactos de toda essa negativa que a população vive. Se você tiver tomando decisões particulares pautadas na forma de agir do governo, sinto muito […] Com tantos escândalos de corrupção, mais esse estado de insegurança que envolve tanto a questão de fatos políticos, como sociais que estamos vivendo, digo novamente…’ sinto muito’. Não estamos amparados, pelo contrário, as muitas questões só nos desfavorecem. A classe pobre e marginalizada fica mais pobre ainda, se é que que você me entende. Finalizando, digo que é preciso lutar.
Cabe a nós, questionar ao governo o valor moral e sentimental dos que por exemplo, perderam alguém por conta da pandemia. Se a Constituição Federal assegura que saúde é um direito de todos, por que tem-se uma pessoa que quer decidir a sua maneira? É por que ele é o presidente do país? Não. Hoje, a forma de agir de quem nos representa, só nos desfavorece. Retorne ao 31 de dezembro, e veja quais são as dificuldades que temos que trabalhar […]. Ano Novo com problemas velhos é o que nos resta.
Além de todo retrocesso, caminhamos em direção ao posto da dignidade humana.

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem (Arquivo pessoal)

Santarém, Pá 1de fevereiro de 2021

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

4 comentários em “VEM comigo!

  1. Oi, presidente estamos sem há alguns anos…esse crápula lunático deveria estar internado se tratando de suas paranóias… realmente o caos se tornou normal por aqui,a única saída é tirar essa aberração do poder e cortar as asas de quem o considera um “mito”. FORAAAAA BOLSONARO 😈👿👿

    Curtido por 1 pessoa

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: