Casa povoada

É preciso amar o que existe,

e o que ainda, murmura os sentimentos,

no silêncio de quando o tempo cai

e boca cala!

É preciso dizer que nenhum verso é em vão!

É preciso nos convencer de que o belo tem uma ligação estreita e umbilical com os nossos sonhos mais caros,

com a solidão da noite,

e todas as coisas que regressam até nós,

quando estamos sozinhos.

É preciso dizer que as sombras assustam!..

Claro, quando a memória é cega!

E pensamos em desistir.

Mas

Minha casa é povoada

Pelas estrelas

E os pensamentos são como afagos

Que me olham com ternura!

Raros são os versos que escrevo

Quando piso nas ruas da cidade noturna!

Marii Freire Pereira

https://pensamentos.me/ VEM comigo!

Imagem: Pinterest. Lisa Pires

Santarém, Pá 28 de dezembro de 2020

Publicado por VEM comigo!

Bacharela em direito, Pós graduada em Direito Penal e Processo Penal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: